Educação

CORONAVÍRUS

Leite decreta aulas presenciais para 140 mil estudantes, enquanto sobem casos de COVID-19

Mesmo com os casos de COVID-19 disparando no RS, após os decretos de reabertura da economia de Eduardo Leite (PSDB), o chamado “distanciamento controlado”, o governador mantém o plano divulgado na quarta-feira (27). As aulas de pós-graduação, cursos livres, profissionalizantes e de idiomas voltarão presencialmente dia 15 de junho.

sábado 30 de maio| Edição do dia

O governo do RS coloca os interesses dos empresários na frente, assim como orienta Bolsonaro, não garante testes para todos à fim de identificar de fato os locais que precisam de mais atenção e isolamento. Eduardo Leite faz isso com demagogia e mentiras ao tentar esconder os números por meio da enorme subnotificação.

Se compararmos a média de mortes por sídrome respiratória agúda grave dois últimos dois anos que é de 33 óbitos, com as mortes até dia 9 de maio, 669, temos uma ideia da absurda subnotificação, pois foram registradas 217 mortes por COVID-19 até esta sexta-feira (29).

É nesse contexto que Eduardo Leite quer parecer um governador sensato, que diferente de Bolsonaro não nega a pandemia em seus discursos, mas na sua política concreta e prática está desesperado para atender os interesses dos empresários capitalistas. Coloca milhares de vidas em risco agindo como se no RS a pandemia estivesse controlada.

É preciso rechaçar essa política demagoga e hipócrita que tem como fim último garantir os lucros dos capitalistas. Nossas vidas valem mais do que os lucros deles.

Pode te interessar: Eduardo Leite reabre economia e casos de coronavirus mais que dobram no RS




Tópicos relacionados

Coronavírus   /    Eduardo Leite   /    Rio Grande do Sul   /    Educação

Comentários

Comentar