USP

Lançamento na USP do livro Brasil: Ponto de mutação 

No próximo dia 20 de maio acontecerá na USP o lançamento do livro Brasil: Ponto de Mutação, organizado por Edison Urbano, mestre em história editor do suplemento Ideias de Esquerda do Esquerda Diário. Um importante livro que analisa o processo das eleições de 2018 no marco da crise do regime de 1988.

sexta-feira 10 de maio| Edição do dia

O livro é uma seleção de artigos de análise política e teórica publicados no semanário Ideias de Esquerda escritos no calor dos acontecimentos do processo eleitoral de 2018. Assim, a proposta dos artigos é analisar as mudanças no regime conforme a movimentação política dos atores envolvidos: o judiciário, os militares, a mídia e os partidos da ordem por um lado e os sindicatos, o movimento operário e estudantil, o movimento negro, LGBT e de mulheres por outro. 
 
Em um momento de profundos ataques a educação e ao direito da própria história dos trabalhadores, esse livro se faz mais ainda fundamental. São análises que aprofundam os objetivos do golpe institucional, a fim de continuar a descarregar a crise econômica sob os as costas dos trabalhadores e da juventude. Trata-se de buscar entender como as disputas das diferentes frações da burguesia levaram a ascensão de Bolsonaro e como este, desde a sua campanha, avançou em seu discurso machista, racista e homofóbico para atacar os trabalhadores e setores oprimidos. Esse mesmo governo, que tem no ódio ao que chama de marxismo cultural uma de suas características fundantes, nestes últimos dias tem escalado a ofensiva contra as universidades. Os movimentos iniciais de resposta dos estudantes, professores e funcionários mostraram que há disposição de luta. Se por um lado há disposição de resistência e luta, por outro, não é possível entender a situação política nacional por fora da posição traidora das Centrais sindicais que se recusam a mobilizar os trabalhadores de forma consequente para barrar os ataques, entre estes o da Reforma da Previdência, grande objetivo do governo.
 
Na medida em que lança luz sobre os atores envolvidos na cena política nacional desde as eleições, e o faz desde uma perspectiva marxista, este livro é uma importante ferramenta para armar o debate e organização do movimento estudantil e de trabalhadores contra os ataques do governo, como à educação e a reforma da previdência. O lançamento do livro na USP contará com Edison Urbano, organizador do livro, e Odete Cristina, estudantes de Ciências Sociais e militante da juventude Faísca.
 
QUANDO: Segunda-feira, 20 de maio
HORÁRIO: 18 horas
ONDE: Sala 210 do prédio de Letras da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP (FFLCH-USP)




Tópicos relacionados

Crise política   /    Livro   /    USP

Comentários

Comentar