Gênero e sexualidade

LANÇAMENTO PÃO E ROSAS UNICAMP

Lançamento do livro Pão e Rosas debaterá a luta das mulheres na próxima terça em Campinas

Na próxima terça-feira, dia 20, às 17h30, no Auditório II do IFCH, mesa composta por mulheres debaterá a segunda edição do livro Pão e Rosas em seu Lançamento, nos marcos de uma conjuntura de crise política e ataques que reforçam a necessidade de as mulheres estarem na linha de frente de combate.

segunda-feira 19 de junho| Edição do dia

A mesa de Lançamento da segunda edição do livro Pão e Rosas será composta pela autora do prólogo do livro e fundadora do Pão e Rosas no Brasil Diana Assunção, pela professora do Departamento de Ciências Sociais da PUC Campinas Camila Massaro, pela professora do Centro Universitário Fundação Santo André Lívia Cotrim e pela professora do Departamento de Sociologia da UNICAMP Bárbara Castro. Também contará com a mediação de Grazielli Rodrigues, professora da rede estadual e integrante do Pão e Rosas e com uma sensível exposição de artistas mulheres no saguão do Auditório.

Nessa edição do livro, Andrea D’Atri retoma os grandes acontecimentos do século XIX e XX para a luta das mulheres e entra de maneira profunda nos principais debates do feminismo internacional que percorreram esses acontecimentos. O livro também chega aos desafios dos dias de hoje e, armado pelo marxismo, lança-se às principais polêmicas atuais dos movimentos de mulheres.

Por que debater a luta das mulheres?

Em 2017 o grupo de mulheres Pão e Rosas completa 10 anos no Brasil! Anunciamos o relançamento do livro "Pão&Rosas" nesse ano que também é um marco simbólico pelo centenário da Revolução Russa, quando em 1917 as mulheres trabalhadoras foram o estopim da revolução e pioneiras na conquista de direitos fundamentais que até hoje reivindicamos.

Nós mulheres cumprimos um papel fundamental historicamente em todas as lutas da classe trabalhadora. Aqui no Brasil temos sido linha de frente das lutas contra as reformas de Temer e de todos os golpistas, construimos um 8 de Março histórico internacionalmente e grandes paralisações e atos nos dias 15 e 28. Lutamos por nossas demandas históricas, como o direito ao aborto, em um país que sepulta milhares por abortos clandestinos, mas também para que não morramos trabalhando com a reforma da Previdência. Lutamos contra a terceirização que já precariza nossas vidas, principalmente das mulheres negras, acidentando, assediando e humilhando. E é com a coragem que travamos todas essas lutas ao lado da classe trabalhadora que iremos construir um 30J, ainda que maior do que foi o 28A!

Relançar o Pão&Rosas nesse momento é contribuir para o fortalecimento das mulheres estudantes e trabalhadoras, com mais uma arma teórica para seguirmos nos forjando para as llutas que ainda virão!

Venha debater na próxima terça-feira, às 17h30n, no Auditório II do IFCH, na UNICAMP!




Tópicos relacionados

Unicamp   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar