Política

ELEIÇÕES MUNICIPAIS

Lançamento da pré-candidatura de Luciana Genro reúne cerca de 700 pessoas

Cerca de 700 pessoas participaram do ato de lançamento da pré-candidatura de Luciana Genro neste domingo (24) em Porto Alegre. O auditório Dante Barone, na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, lotou com a presença de militantes do PSOL, trabalhadores da cidade, ativistas de movimentos sociais e membros de outras organizações políticas.

segunda-feira 25 de julho de 2016| Edição do dia

Luciana apareceu em primeiro lugar nas pesquisas eleitorais feitas recentemente e vem atraindo os olhares de boa parte da esquerda nacionalmente. Essa expectativa de vitória marcou o ato do início ao fim. Os principais debates se relacionaram aos problemas de moradia na cidade, transporte público e saúde, bem como acerca da profunda crise política pela qual passa o país.

Figuras como Vladmir Safatle, intelectual da USP, e Pedro Ruas, deputado estadual do RS pelo PSOL, ressaltaram a importância da candidatura de Luciana como um dos principais acontecimentos da história do partido que chega aos seus 11 anos. Videos de parlamentares do PSOL, como Erundina e Jean Willys, foram exibidos declarando apoio à candidata.

Um dos debates que apareceu do início ao fim foi o das alianças que a candidatura de Luciana Genro vem costurando. Foi anunciada, na semana passada na página da ex-deputada federal, a aliança com o PPL, partido que se coliga com vários partidos de direita Brasil afora, como na prefeitura de Salvador onde ocupam o cargo da vice-prefeitura de ACM Neto, do DEM. A possível aliança com a REDE Sustentabilidade, partido da Marina Silva, também gerou controvérsias durante o ato. O militante do PSTU, Julio Flores, denunciou essas alianças como inaceitáveis, expondo o caráter burguês desses dois partidos e alinhados com os interesses da classe dominante. Essa denúncia arrancou uma salva de palmas expressiva do plenário.

Outros membros do PSOL responderam que estão dispostos a se aliar com esses dois partidos de forma a não comprometer o seu programa, inclusive cedendo a vice-prefeitura para a REDE caso o partido decida apoiar o PSOL em Porto Alegre. Tanto o representante da REDE quanto o do PPL demonstraram bastante interesse na vitória de Luciana Genro.

O cargo da vice-prefeitura ainda está por ser anunciado e tudo vai depender das alianças que o partido decidir no próximo período.




Tópicos relacionados

eleições Porto Alegre   /    Porto Alegre   /    PSOL   /    Debates na esquerda   /    Política

Comentários

Comentar