Mundo Operário

DEMISSÕES NA LATAM

LATAM: começam as demissões para salvar os lucros bilionários no meio da pandemia

sexta-feira 17 de julho| Edição do dia

Ontem, 16 de julho, o plano de de demissões na LATAM Brasil começou. O Aeroporto de Guarulhos foi o primeiro a ser atacado; a expectativa é de que cerca de 400 trabalhadores sejam demitidos apenas em Guarulhos. A empresa multibilionária descarregará sobre as e os aeroviários a suposta “crise” da pandemia, deixando-os para passar fome - mesmo não sendo os patrões que se mantém arriscando, dia após dia, a vida desde o começo da crise sanitária. Essa onda de demissões vinha sendo anunciada desde o mês passado não só no Brasil, mas também na Argentina e no Chile. No Brasil, cerca de 1900 trabalhadores perderão sua renda em troca de salvar os lucros. Boa parte dos trabalhadores da LATAM no Brasil são negros e negras.

Apesar da grande propaganda tanto da empresa de que há uma “crise” instaurada e não existe solução se não as demissões, os números dizem o contrário. Em 2019, a LATAM bateu o recorde de passageiros transportados, com 74 milhões, e obteve um lucro líquido de aproximadamente R$ 1 bilhão em suas operações em toda a América Latina. No mesmo ano, a empresa distribuiu cerca de 57 milhões de dólares (302,7 milhões de reais) de dividendos para seus acionistas, sendo que a maioria já eram super ricos. Este dinheiro seria suficiente para pagar mais de 14,5 mil anos de salário, contando 13º, para um trabalhador médio do check-in. Ou, visto de outra maneira, o suficiente para pagar mais de 3 anos de salário para 4700 funcionários.

Talvez lhe interesse: A "crise" da LATAM

A LATAM é uma das três empresas que monopolizam o setor aeronáutico no Brasil, junto com a GOL e a Azul. O Nossa Classe, agrupação de trabalhadores, e o Quilombo Vermelho, agrupação de negras e negros, ambos vinculados ao Esquerda Diário, estiveram desde o começo apoiando, se solidarizando e denunciando a demagogia e os ataques contra as e os aeroviários. A Rede Internacional de Diários a qual pertence o Esquerda Diário também seguiu denunciando e se solidarizando com a categoria em toda América Latina.

Veja também: [AO VIVO] Ato no aeroporto de Guarulhos leva apoio à luta contra 2 mil demissões na LATAM

É preciso denunciar: para a LATAM as vidas negras, de trabalhadoras, de pais e mães de família não importam; a fome, o suor do trabalho e a renda dos aeroviários não importam. O que está em jogo para a LATAM, se trata, na verdade, de fazer as e os aeroviários trabalharem na linha de frente em meio a uma pandemia e depois descartá-los quando bem entendem para garantir seus lucros. O Esquerda Diário repudia fortemente a decisão da LATAM internacionalmente. Nossa vida vale mais que os lucros deles! Basta de morrer pela COVID, basta de racismo e pelo fim das demissões na pandemia!




Tópicos relacionados

LATAM   /    Abaixo as demissões na Latam!   /    Demissões   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar