Mundo Operário

METROVIÁRIO

Justiça de SP proibe greve do metrô. Não nos assustaremos, pararemos tudo!

quarta-feira 26 de abril| Edição do dia

O Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo decidiu tentar proibir a greve dos metroviários hoje. Trata-se de mais uma medida desesperada dos governos frente à força do que será a paralisação do dia 28. Doria anunciou o corte de ponto e que usuará Uber para quem quiser furar greve. Temer também anunciou corte de ponte. Alckmin, através da direção do Metrô buscou a justiça para tentar nos amedrontar. Não nos amedrontaremos.

O TRT decidiu que deveríamos manter 80% dos trabalhadores durante os horários de pico (das 6h às 9h e das 16h às 19h) e de 60% no restante do dia na sexta-feira. Uma decisão que visa impedir que façamos greve. A consequência de não obedecer essa absurda medida será uma aplicação de multa de R$100mil ao sindicato.

A justiça, subserviente aos capitalistas e ao governo é a mesma que não reintegra os metroviários demitidos por perseguição política à greve de 2014.

Não nos curvamos antes e não nos curvaremos agora. Vamos parar o metrô completamente. Junto aos rodoviários que votaram sua adesão a greve do dia 28, junto aos ferroviários da CPTM e junto a cada trabalhador que entrará em greve esse dia, junto a população que nos apoiou na paralisação do dia 15 e seguramente nos apoiará ainda mais essa sexta-feira seguiremos adiante e derrotaremos aqueles que querem nos amedrontar.

Dia 28 é dia de parar São Paulo, é dia de parar todo o Brasil. Com nossa força poderemos preparar uma greve geral até derrubar todos os ataques e Temer.




Tópicos relacionados

#28A   /    Metrô   /    São Paulo (capital)   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar