Gênero e sexualidade

Intervenção feminista “Um estuprador em teu caminho” ocorrerá neste sábado em Porto Alegre

Neste sábado (7) a intervenção "Um estuprador em teu caminho" será realizada em Porto Alegre, convocada por mulheres independentes e com apoio do Centro Acadêmico Dionísio, do curso de teatro da UFRGS.

sexta-feira 6 de dezembro de 2019| Edição do dia

No dia 25 de novembro, dia internacional de combate contra a violência às mulheres, as mulheres chilenas, que vem sendo linha de frente da rebelião no Chile, fizeram uma intervenção de rua denunciando os inúmeros casos de abusos sexuais, assédios e agressões contra as mulheres durante as jornadas de mobilizações que vem ocorrendo no Chile. Também denunciam a violência de gênero cotidiana e o machismo perpetuado pelo Estado.

Um novo ciclo da luta de classes invade a América Latina e milhões de jovens e trabalhadores se levantam contra a imposição de ataques neoliberais que buscam precarizar ainda mais nossas vidas e nos fazer trabalhar até morrer. Desde o Chile, Bolívia e Equador, as mulheres latino americanas vêm sendo linha de frente na luta contra a direita e todos seus ataques, mostrando que não aceitam mais as condições miseráveis que o capitalismo tem imposto aos nossos corpos.

No Chile, foram inúmeros os casos de maus-tratos, espancamentos, abuso sexual e inclusive tortura pelas forças especiais, carabineros e militares a todas aquelas que se levantaram e foram às ruas contra Piñera, uma violência brutal da polícia herdeira da ditadura de Pinochet que a mando de Piñera as violentam fisicamente e sexualmente.
No Brasil fomos linha de frente em cada ato contra Bolsonaro e os governos estaduais. Nas eleições fomos as mulheres que erguemos o grito de EleNão contra a extrema direita.

A américa latina está em chamas e a intervenção das mulheres chilenas se espalhou por diversos países como a Argentina, Espanha, Paraguai, México, Colômbia e França e essa semana foi realizada no Rio de Janeiro, contando com mais 200 mulheres.

Neste sábado (7) a intervenção será realizada em Porto Alegre, convocada por mulheres independentes e com apoio do Centro Acadêmico Dionísio, do curso de teatro da UFRGS. No dia terá um ensaio às 10h na Redenção, atrás do Auditório Araújo Viana. E a intervenção será às 11h30 em frente do Largo Expedicionário.

Confira o evento




Tópicos relacionados

Mulheres   /    Feminicídio   /    Porto Alegre   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar