Sociedade

INFLAÇÃO

Inflação sobe em 6 estados. Querem que os trabalhadores cortem ainda mais despesas

Enquanto analistas da burguesia seguem apontando altas estimativas para a inflação e, agora, já se tem alta em 6 estados, o salário dos trabalhadores e as rendas da população seguem no prejuízo, com a crise sendo descarregada nas costas da população.

terça-feira 3 de julho| Edição do dia

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) cresceu em seis das sete capitais pesquisadas pela Fundação Getulio Vargas (FGV), na passagem de maio para junho deste ano. A maior alta foi observada em Belo Horizonte: 1,42 ponto percentual, ao subir de 0,16% em maio para 1,58% em junho.

Outras capitais com alta na taxa foram Porto Alegre (1,04 ponto percentual, ao passar de 0,16% para 1,20%), Rio de Janeiro (0,92 ponto percentual, ao passar de 0,34% para 1,26%), Brasília (0,88 ponto percentual, ao passar de 0,48% para 1,36%), São Paulo (0,85 ponto percentual, ao passar de 0,21% para 1,06%) e Recife (0,30 ponto percentual, ao passar de 0,84% para 1,14%).

Serviços fundamentais para o bolso dos trabalhadores, como alimentos, energia e gasolina ficam ainda mais caros.
Estes valores contrastam com o “otimismo” das campanhas do governo de Temer que fazem de tudo para aparecer que o país avança. A única coisa que avança é a degradação das condições de vida dos trabalhadores e da população, que vão ter menos do que comer na mesa este ano, tendo que cortar ainda mais dos seus gastos enquanto os políticos continuam regados a privilégios.

Com informações do Agência Brasil.




Tópicos relacionados

Inflação   /    Sociedade   /    Economia

Comentários

Comentar