Sociedade

SÃO PAULO

Incêndio em favela na zona norte de SP faz duas vítimas fatais

segunda-feira 18 de julho de 2016| Edição do dia

Um enorme incêndio atingiu a Ocupação Douglas Rodrigues, zona norte de São Paulo na madrugada desta segunda feira, as chamas levaram praticamente 5 horas para serem controladas mas antes deixaram destruídas as casas de mais de 100 pessoas além de duas vítimas fatais, imagens divulgadas nas redes sociais mostram o desespero das famílias tentando salvar o que podiam em meio às chamas e explosões de botijões de gás.

É o segundo incêndio à atingir essa comunidade que fica ao lado da Marginal Tietê apenas neste ano, em 19 de Janeiro um incêndio deixou pelo menos 8 famílias desabrigadas e gerou revolta dos moradores que chegaram a fechar uma pista da Marginal.

A revolta dos moradores não é sem motivos, há muito que as favelas em São Paulo são vítimas de incêndios que ocorrem quase sempre na calada da noite e em regiões que tem se valorizado do ponto de vista imobiliário na cidade, "higienizar" a cidade passa ser um grande negócio que desperta a ganância de empreiteiras. A favela incendiada ontem fica num amplo terreno bem localizado, próximo à um parque público, Shopping Centers e estações de metrô e trem.

Os incêndios criminosos são apenas mais uma das formas de se expulsar os moradores indesejados e, como todo caso de ilegalidade que beneficia os poderosos, nunca são seriamente investigados e nem muito menos se encontram ou se punem os responsáveis.

Tão recorrentes quanto esses incêndios são os casos de violenta reintegração de posse de terrenos e prédios ocupados. Esses imóveis, na maioria das vezes são utilizados apenas para especulação imobiliária e estão, via de regra, vazios e abandonados. Mesmo assim, os ocupantes são retirados através de liminares executadas tanto pelo governo do Estado comandado por Geraldo Alckmin (PSDB), quanto pela prefeitura de Fernando Haddad (PT), que recentemente também defendeu a ação da Guarda Civil Metropolitana contra a "favelização da cidade" quando estes retiravam cobertores, colchões e até bens pessoais de moradores de rua mesmo em meio à um frio rigoroso e que resultou na morte de 5 moradores mostrando claramente que o interesses destes governos é sempre apoiar os grandes empresários.

Qualquer solução de fundo sobre o problema da moradia passaria por colocar em ação um plano de saneamento e moradia para as pessoas que vivem nessas condições, além da expropriação dos imóveis utilizados pela especulação imobiliária e que fazem os preços dos alugueis subirem cada vez mais. Tais medidas poderiam ser custeadas pelo não pagamento da divida pública aos banqueiros que já ganham montanhas de dinheiro com o financiamento de imóveis com juros abusivos e parcelados "à perder de vista".




Tópicos relacionados

Sociedade   /    São Paulo (capital)

Comentários

Comentar