Política

REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Homofóbico Ratinho trará Temer ao seu programa para defender a reforma da previdência

segunda-feira 8 de janeiro| Edição do dia

Na semana passada o apresentador Ratinho, conhecido por destilar ataques as mulheres e lgbt’s em seu programa, gravou um vídeo com conteúdo homofóbico, conforme denunciado em matéria pelo Esquerda Diário. Acionado pela defensoria pública na última quarta feira (04/01), após diversas manifestações de usuários nas redes sociais, o apresentador afirmou em outro vídeo que tudo não se passava de uma “brincadeira” e que “lamentavelmente algumas pessoas não entenderam assim”.

Para Ratinho, assim como para outros moralistas da direita mais conservadora como Bolsonaro, atacar os lgbt’s, que sofrem diariamente com a opressão, agressões verbais, violência física e assassinatos, trata-se meramente de uma “piada”. Ao mesmo tempo que Ratinho tenta se passar como vítima, o apresentador receberá em seu programa essa semana, ninguém mais, ninguém menos do que Michel Temer.

Conforme divulgado no painel da Folha de São Paulo, a aparição foi acertada nesse último domingo (07/01), pelo dono da emissora do SBT, Silvio Santos e o apresentador Ratinho. Temer irá nos dois programas para falar sobre a votação da reforma da previdência, prevista para ser levada ao congresso no próximo dia 19 de fevereiro. O objetivo da aparição de Temer seria explicar o conteúdo da matéria: “Eu não entendo o que vai ser votado...Quero que você vá la e me explique. Se eu entender, o povo entende”, disse Silvio Santos. Nesse encontro também estavam presentes o ministro Moreira Franco e o deputado Fábio Faria (PSD-RN), genro de Silvio.

Depois das declarações homofobias e machistas, constantes em seus programas, Ratinho agora receberá o governo e concederá o espaço para Temer fazer propaganda da reforma da previdência, colaborando para que esse grande ataque a classe trabalhadora, que aumentará o período de contribuição e o tempo de aposentadoria, levando na pratica que muitos trabalhem até morrer, possa ser aprovado no Congresso.




Tópicos relacionados

Fora Temer   /    Silvio Santos   /    Reforma da Previdência   /    Michel Temer   /    Homofobia e Transfobia   /    Política

Comentários

Comentar