Gênero e sexualidade

HOMOFOBIA MATA

Homofobia tira a vida de mais um jovem em Caxias do Sul

#GabrielSimioniPRESENTE! Há menos de dois meses do suicídio do jovem Matheus Camilo, a intolerância aos LGBT faz mais um jovem tirar a própria vida.

quinta-feira 2 de março| Edição do dia

Mais uma vez, em pouco tempo, a homofobia deixa milhares em luto em Caxias do Sul, e milhões pelo país. Gabriel foi mais uma vítima fatal do preconceito e intolerância no dia 28 de fevereiro, apenas 43 dias após 16 de janeiro, quando Matheus Camilo caiu perante o mesmo assassino: o preconceito LGBTfóbico.

Se assumir homossexual se mostra uma dura escolha, em uma sociedade em que o preconceito e intolerância aos LGBT é fomentado a cada dia por figuras como Bolsonaro, Feliciano, Malafaia e seus seguidores. Gabriel foi vítima de uma violência psicológica que leva 3 LGBTs por dia no Brasil.

Há alguns dias o Esquerda Diário publicou uma matéria mostrando que o Brasil é o país mais depressivo das américas. Caxias do Sul pesa nesses dados sendo uma das cidades com mais suicídios no Brasil, por ano mais de 40 pessoas se suicidam e quase 200 cometem tentativas. Vale ressaltar que a taxa de suicídio entre LGBTs é de 3 a 5 vezes maior do que da população em geral, entre os jovens esses número sobe para 7.

Gabriel era estudante da escola estadual Cristóvão de Mendonza, as aulas voltarão do carnaval em clima de luto e pesar. Sexta-feira (3) haverá uma homenagem a ele na escola.

A opressão contra LGBTs é incentivada e fomentada a cada dia no capitalismo levando milhares de vidas! Quantos mais nos deixarão enquanto esse sistema continua reproduzindo opressões? Basta! NENHUM LGBT A MENOS!!




Tópicos relacionados

Homofobia e Transfobia   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar