Negr@s

RACISMO NOS EUA

Homem negro tem sua boca tapada com fita adesiva à mando de juiz em tribunal nos EUA

Em meio ao seu próprio julgamento, homem negro tem sua boca tapada com fita adesiva à mando do juiz: a barbárie do judiciário racista toma proporções cada vez mais absurdas de violência contra a comunidade negra.

quinta-feira 2 de agosto| Edição do dia

No coração do capitalismo, o país que exalta ser o verdadeiro centro do "desenvolvimento da democracia" e do que há de mais "avançado" no século XXI protagonizou uma verdadeira barbárie racista contra um homem negro em pleno tribunal: um juiz em Cuyahoga, no Estado de Ohio nos EUA, mandou tapar com fita adesiva a boca de um homem em seu julgamento para que ele parasse de falar sem autorização durante audiência.

O homem julgado, Franklyn Williams, de 32 anos, foi condenado por roubo, sequestro e fraude com cartão de crédito e recebeu uma sentença de 24 anos de prisão. "Minha ideia não era silenciar o senhor Williams para sempre. Ele teria tempo para falar quando fosse adequado", disse o juiz.

Os capitalistas querem fazer com que os trabalhadores paguem pela crise, com dívidas, trabalhando até morrer e com anos de penúria e miséria de desemprego. Enquanto isso, os empresários e industriais ganham cada vez mais do Estado, com empréstimos e isenções para garantir seus lucros. A pena de 24 anos que Franklyn recebeu por fraudar um cartão é uma clara demonstração de qual lado o judiciário racista e o Estado estão, enquanto os policiais que mataram Myke Brown, as organizações neonazistas que matam e torturam negros, os corruptos que roubam dinheiro de hospitais e escolas, circulam livremente pelo país.




Tópicos relacionados

Racismo   /    Racismo EUA   /    Negr@s

Comentários

Comentar