Negr@s

CAMPINAS

Gritam os muros de Campinas: "Cid racista!"

O dia 11 de agosto amanheceu com as paredes de quatro associações (em diferentes bairros) de Campinas pichadas com a frase “Cid Racista”. A frase se refere ao vereador de Campinas Cid Ferreira, que durante uma sessão da câmara disse frases racistas contra um militante negro. Uma das paredes pichadas foi da sede da Associação dos Aposentados e Pensionistas das Indústrias Metalúrgicas e outras Categorias, que é presidida pelo vereador.

domingo 16 de agosto de 2015| Edição do dia

Durante uma sessão da câmara que discutia a chamada “emenda da opressão”, que visa proibir o debate de gênero e orientação sexual dentro das escolas municipais, e mais ainda, proibir o debate de qualquer projeto de lei que contenham esses termos dentro da câmara, o vereador Cid Ferreira disse a Fernando Moraes, militante negro, do Coletivo Raízes da Liberdade: “você é feio, eu sou bonito. Olhe meus olhos azuis e meu nariz fino eu sou bonito, você não é.”

A frase dita pelo vereador exalta suas características branco/europeia, o que faria dele “mais bonito que o jovem negro”. O que poderia ter passado despercebido diante de um tumulto na dita “casa do povo”, diante de tantos insultos e frases absurdas que muitos vereadores desferiram contra os jovens e professores que se posicionavam contra a sua tentativa de legitimar a opressão às mulheres e LGBTs (impedindo que se problematize e debata nas salas de aula) foi lembrado nas paredes da cidade em forma de protesto. Cid ter realçado esse estereotipo tem um objetivo consciente: humilhar e inferiorizar um jovem por sua cor de pele, negra.

Cid Ferreira ainda foi homofóbico quando disse: “Sou contrário a homem beijando homem. Aí eu não aceito. Meus princípios religiosos não permitem. Na verdade não tenho nada contra, mas não faça na frente dos outros; faça escondido. Respeito”, deixando claro que além de ir contra os negros de campinas, também vai contra os LGBTs e suas demanda.

Além de Cid ser racista e homofóbico, isso mostra, também, como essa câmara de vereadores é totalmente desligada da população e dos seus interesses, pois tem um grupo de privilegiados que recebem salários escandalosos, diversos auxílios, enquanto votam medidas contra os trabalhadores e a população mais oprimida.

A luta contra a emenda da opressão tem sido um exemplo do combate às opressões. Numa sociedade que se mantem através da exploração dos trabalhadores e da opressão das mulheres, LGBTs e negros, nossa luta tem que ser cotidiana e contra todo tipo de opressão. Não podemos mais aceitar que uma casta de privilegiados, que esbanjam luxos a partir de nosso suor, que mentem nos representar, mas não sabem nada sobre a nossa vida e o nosso cotidiano, se mantenha no poder.

Foto: Janaina Ribeiro/ AAN




Tópicos relacionados

Homofobia e Transfobia   /    Racismo   /    Campinas   /    Negr@s   /    Juventude

Comentários

Comentar