Sociedade

ESCÂNDALO DA FIFA

Globo pagou propina para transmitir o futebol internacional, diz marqueteiro

terça-feira 14 de novembro| Edição do dia

Alejandro Burzaco prestou depoimento no julgamento do escândalo da FIFA em Nova York, e nele afirmou que a Rede Globo e outras 5 gigantes da mídia pagaram propina para ganhar a concorrência e ter acesso à transmissão dos torneios internacionais de futebol.

Burzaco era um dos cabeças da argentina Torneos y Competencias SA, e é testemunha do julgamento do ex presidente da CBF, José Maria Marin, acusado de extorsão, fraude financeira, e lavagem de dinheiro durante a negociação dos contratos com a Fifa.

Além da Rede Globo, Burzaco afirmou que também se beneficiaram outras 5 grandes empresas, a TV americana Fox, a brasileira Traffic, a mexicana Televisa e a argentina Full Play. Burzaco também era réu na ação, cumpria prisão domiciliar há dois anos e fechou um acordo de delação preiada com a justiça americana.

Desta forma, transformando o futebol em um grande negócio aonde o que vale são as marcas e os patrocinadores, a propina e as apostas, a lavagem do dinheiro e a compra de direitos de transmissão, a Globo além de corrupta, cumpriu um grande desfavor ao esporte nacional. Não à toa, Galvão Bueno é um dos narradores mais odiados entre os torcedores.

Obviamente não veremos nada disso no demagógico Jornal Nacional da Rede Globo, que "fala contra os corruptos" desde que não sejam eles mesmos, ou ainda relativiza a corrupção daqueles que beneficiam diretamente a empresa dos Marinho. Afinal de contas, são décadas de um império "apadrinhado" pelo estado brasileiro, começando pelos militares corruptos do regime ditatorial apoiado pela globo, em seguida diversos outros políticos da nova república, incluindo o recente golpe institucional apoiado pelas manifestações paneleiras de verde-amarelo, pelos patrões e pela própria Globo.

Resta aos trabalhadores fortalecer uma imprensa independente dos capitalistas, que não tenha nenhum compromisso com este regime podre e corrupto e com os empresários que tanto lucram, seja com a mercantilização do futebol, seja com os ataques aos trabalhadores.




Tópicos relacionados

Tv Globo   /    Esporte   /    Sociedade   /    Política

Comentários

Comentar