Sociedade

GLOBO GOLPISTA

Globo comemora Reforma Trabalhista: 65 anos é idade para trabalhar

Mal saiu do forno a aprovação da Reforma Trabalhista e a Rede Globo já estava pautando a Reforma da Previdência em uma matéria na Globonews com os dizeres: “Alguém com 65 anos , saudável e em plena atividade ainda deve ser chamado de idoso?”

terça-feira 11 de julho| Edição do dia

Em uma sessão conturbada foi aprovada hoje por 50 votos a 26 Reforma Trabalhista, que nas palavras bonitas da mídia flexibiliza o acordo entre patrões e empregados, mas que na verdade rasga a CLT, permitindo “acordos” entre o patrão e empregados - que na prática serão mais chantagens do patrão. Porém, todos nós sabemos que não existe acordo entre opressor e oprimido. Sabemos que para aceitar trabalho (ainda mais em tempos de crise) o trabalhador se verá obrigado a aceitar as imposições dos patrões.

Mal saiu do forno a aprovação dessa reforma e a Rede Globo já estava pautando a Reforma da Previdência, em uma matéria na Globonews com os dizeres: “Alguém com 65 anos , saudável e em plena atividade ainda deve ser chamado de idoso?”

Convenientemente, a Globo passou a relativizar a idade sem o menor receio de na prática defender que só nos aposentemos quando estivermos a beira da morte.

Queremos sim chegar saudáveis aos 65 anos, o que não é uma realidade se avaliarmos as condições miseráveis de sobrevivência que o capitalismo nos proporciona através do governo Temer, que aprovou a PEC do teto dos gastos públicos e arruinou a já miserável saúde pública do país. Queremos sim chegar saudáveis aos 65 anos, mas queremos viver e não morrer trabalhando.

A aprovação da reforma trabalhista é mais uma ofensiva dos políticos corrutos, parasitas e privilegiados que querem que trabalhemos até morrer, respondendo aos desejos dos empresários e banqueiros. A Rede Globo já começa a fazer propaganda (nada) gratuita para a aprovação da reforma da previdência, que junto com a reforma trabalhista vai nos fazer trabalhar em situações cada vez mais precárias ate a morte!

Não podemos e não vamos aceitar pagar a conta da crise capitalista, que os capitalistas paguem pela crise que eles geraram. Não podemos e não vamos trabalhar até morrer para garantir que meia dúzia de burgueses engordem cada vez mais seus bolsos. Nossas vidas valem mais que o lucro deles. Temos que tomar a luta em nossas mãos! Se a classe trabalhadora tudo produz a ela tudo pertence!




Tópicos relacionados

Mídia   /    CLT   /    Reforma da Previdência   /    Reforma Trabalhista   /    Direitos Trabalhistas   /    Sociedade

Comentários

Comentar