Política

STF

Gilmar Mendes salva Aécio de inquérito e proibe PF de atuar contra o tucano

quarta-feira 26 de abril de 2017| Edição do dia

Mais uma vez Gilmar Mendes safou Aécio Neves. Suspendeu o interrogatório do tucano no caso Furnas e ainda atendeu a diversos pedidos do senador. Determinou que todos testemunhos fossem disponibilizados e ainda proibiu a PF de "surpreender" o senador em qual ação.

Aécio é investigado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no âmbito da estatal mineira. No início de abril, o ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo, autorizou a abertura de outros cinco inquéritos contra o tucano, todos com base na delação da Odebrecht. O caso de Furnas continua blindado por Gilmar.

Na iminência de ser interrogado, Aécio recorreu a Gilmar - relator do inquérito no Supremo - a quem pediu a suspensão da audiência na PF. A defesa do senador alegou que lhe foi negado o acesso a depoimentos já produzidos, sob o argumento de que representariam diligência em andamento.

Com essa decisão, absurda, que proibe uma ação da PF, torne "preventivamente" imune a Aécio o STF dá mais uma mostra de como não pretende combater a corrupção, coisa que não faz também na Lava Jato que nunca investiga as empresas imperialistas delatadas no esquema e atua seletivamente em cima de áreas que querem entregar a interesses estrangeiros.




Tópicos relacionados

PSDB   /    Aécio Neves   /    Gilmar Mendes   /    Política

Comentários

Comentar