Política

REFORMA ELEITORAL

Gilmar Mendes diz que sem reforma eleitoral, o país ’’ficaria entregue ao crime organizado’’.

sexta-feira 7 de abril de 2017| Edição do dia

De acordo com a Folha de São Paulo, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Gilmar Mendes, afirmou que em 2018 o Brasil corre o risco de ter uma eleição ’’muito distorcida’’ em 2018 se não aprovar uma mudança em seu sistema eleitoral até dia 2 de outubro. Obviamente que Gilmar Mendes não questionou o fato dos partidos da ordem terem muito tempo em televisão, enquanto as organizações de esquerda possui pouco tempo, muito menos a relação que os grandes empresários tem que os políticos, até porque não é do seu interesse.

Em suas palavras num evento em Cambrigde ’’Vamos para as eleições de 2018, que é uma eleição grande, sem modelo especifico, só com doações das pessoas físicas - que não há tradição no Brasil, e muito provalvemente vamos ficar entregues ao crime organizado, a pessoas que trabalham no ilicito, ou algumas organizações que tem modo próprio de financiamento’’. Curiosamente nesta sua fala não questiona que os políticos que são investigados por envolvimento com o crime organizado, pertence aos principais partidos da ordem.

A pergunta que fica é a seguinte : As organizações que ’’possuem um modo próprio de financiamento’’ seriam os partidos de esquerda que são sustentados pelo seus próprios militantes?

Após participar de um debate com a presença do ex - ministro da Justiça José Eduardo Cardoso, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral tentando limpar a barra dos grandes empresários que se envolvem com políticos ligado ao crime organizado disse que ’’Em São Paulo, promotores me disseram que tem três candidatos eleitos pelo PCC na Câmara dos Vereadores’’.

Estas últimas declarações de Gilmar Mendes só mostra que por trás da intenção da sua suposta intenção de combater o ’’crime organizado’’, existe a real intenção de deixar o sistema democratico burguês brasileiro ainda mais anti - democrático e restritivo. E um dos principais motivos disto é silenciar os trabalhadores e as organizações de esquerda que lutam contra os ataques de Temer e cia limitada.




Tópicos relacionados

Política

Comentários

Comentar