Mundo Operário

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

GM demite metalúrgicos: reintegração imediata e fim das perseguições!

terça-feira 5 de setembro| Edição do dia

Em meio à campanha salarial, a General Motors (GM) avançou nos ataques contra os trabalhadores demitindo nesta segunda-feira (4) o cipeiro Sérgio Luiz das Dores, sendo este o terceiro ativista vítima de perseguição da montadora na última semana.

Anteriormente a empresa havia demitido o diretor do Sindicato Metalúrgicos de São José dos Campos Célio Dias, o Celião, e também suspendeu por 15 dias outro diretor, Alex da Silva Gomes, o Cabelo. Sérgio é cipeiro há anos e sempre atuou em defesa dos direitos dos trabalhadores. Sua demissão, junto às demais perseguições políticas, representam a ofensiva da GM contra os lutadores da fábrica, assim como uma evidente prática anti-sindical da empresa.

“A GM está provocando a categoria, mas os metalúrgicos vão se mobilizar pela reintegração dos companheiros Célio e Sérgio e o cancelamento da suspensão do Cabelo”, afirma o presidente do Sindicato, Antônio Ferreira de Barros, o Macapá.

Nós do Movimento Revolucionário de Trabalhadores (MRT) repudiamos totalmente esta ofensiva da patronal contra os ativistas e trabalhadores da GM e exigimos a imediata reintegração dos demitidos, assim como a revogação da punição do companheiro Cabelo. Também desde o Esquerda Diário nos somamos à denúncia destas práticas anti-sindicais para seguir fortalecendo a luta dos trabalhadores contra Temer e suas reformas.




Tópicos relacionados

Metalúrgicos   /    Abaixo as demissões da GM   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar