Educação

Estudantes realizaram manifestação contra os ataques de Dória nas Etecs de São Paulo

Estudantes realizaram manifestação contra o governo de Dória que pretende diminuir o número de vagas das ETECS de 117,6 mil para 97 mil até 2023, excluindo mais de 20 mil vagas e impedindo que milhares de jovens tenha acesso a formação técnica.

quinta-feira 31 de outubro| Edição do dia

O governo estadual de São Paulo, estabeleceu uma meta para reduzir o número de estudantes das Escolas Técnicas Estaduais do Estado. O governador João Dória iniciou uma ação este ano para não ser criada novas turmas. Ao menos três cursos não irão abrir novas vagas no “vestibulinho” que será realizado em dezembro: Museologia, Produção de Áudio e Vídeo e Hospedagem. Dória pretende diminuir o número de vagas das ETECS de 117,6 mil para 97 mil até 2023, excluindo mais de 20 mil vagas e impedindo que milhares de jovens tenha acesso a formação técnica.

Na capital, os estudantes das Escolas Técnicas Estaduais (Etec) irão realizar uma manifestação nesta quinta feira contra este brutal ataque de Dória contra a educação. A manifestação ocorrerá a partir das 13h na sede da CPS, no centro de São Paulo, e os estudantes irão fazer panfletagem e aula pública. Os estudantes também estão protestando contra o projeto NovoTec que Trata-se de um projeto que visa a preparar a rede paulista para a implementação da reforma do Ensino Médio aprovada durante o governo de Michel Temer.

Dória pretende usar as ETECs como laboratório para seu projeto de ainda mais precarização do ensino médio a ser posteriormente implementado em todas as escolas estaduais de São Paulo. O Novotec, ao contrário do que tem sido propagandeado pelo governo, pretende fechar cursos e modificar a grade curricular para atender a demanda do mercado, e ainda permitir a contratação de professores “autônomos” sem direito a férias, 13º salário.




Tópicos relacionados

João Doria   /    Secundaristas   /    São Paulo   /    Educação

Comentários

Comentar