Juventude

GREVE GERAL 14J

Estudantes de Serviço Social UERJ votam paralisação na Greve Geral dia 14 de Junho

Mais uma vez se colocando de vanguarda na luta, o curso de serviço social da UERJ votou uma paralisação dia 14, além de um calendário de mobilizações para construir uma paralisação ativa.

domingo 9 de junho| Edição do dia

Desde o dia 15 de maio, a juventude vem mostrando o caminho para derrotar Bolsonaro. Após construir fortes manifestações contra os cortes da educação de Bolsonaro, a próxima batalha pela frente é a greve de geral do dia 14 de junho.

Seguindo sua tradição de luta, a assembleia de Serviço Social da UERJ resslatou a importância de manter a mobilização para derrotar os ataques de Bolsonaro e aprovou uma paralisação no dia 14. Além da paralisação também foi aprovado um calendário de mobilização, tanto dentro quanto fora da faculdade. Também se aprovou a necessidade de unificar a luta contra os cortes do Bolsonaro com a luta contra a reforma da previdência, para unir a força que a juventude mostrou em Maio possa com a força da classe trabalhadora. Entre as mobilização, haverá panfletagens buscando dialogar com os trabalhadores e estudantes tanto para desmistificar os argumentos do governo sobre a reforma e convocar também à construir uma paralisação no dia 14. Além disso, também se aprovou fortalecer a campanha em defesa das cotas contra os ataques dos
racistas do PSL.

A assembleia também aprovou um chamado ao DCE para que este construa ativamente a paralisação do dia 14, coisa que este não vem fazendo, assim como não fez no dia 30. Além do DCE, também há um chamado a UNE e a Oposição de Esquerda para que construam a a paralisação a nível nacional, pois só massificando a mobilização será possível derrotar a reforma da previdência, os cortes na educação e todos os ataques de Bolsonaro, o Rodrigo Maia e os capitalistas.

Mais uma vez o Serviço Social se coloca na vanguarda dos estudantes. Após paralisar dia 14 de março por justiça à Marielle e no dia 22 do mesmo mês contra a reforma da prevideência, o curso mais uma vez aprova a paralisação no dia 14 de junho, mostrando o caminho para enfrentar os ataques desse governo!




Tópicos relacionados

Greve Geral   /    UERJ   /    Juventude

Comentários

Comentar