Juventude

OURINHOS

Estudantes da Unesp de Ourinhos conquistam 19 bolsas emergenciais após paralisação

segunda-feira 18 de abril de 2016| Edição do dia

Os estudantes da Unesp de Ourinhos (SP) realizaram uma paralisação do campus de uma semana por permanência estudantil e os campi de Franca e Assis paralisaram no dia 13/04, quarta-feira, pela permanência, por qualidade no ensino e em apoio a Ourinhos.

Na manhã de quinta-feira, 14, um dia após o término da ocupação, o vice-diretor do campus de Ourinhos, Edson Luís Pirolli, foi até os estudantes informar que serão concedidas 19 bolsas emergenciais aos estudantes. A informação da direção até então era de que o número de bolsas emergenciais só seria definido depois que saíssem os resultados dos processos seletivos da Bolsa BAAE I (Bolsa de Apoio Acadêmico e Extensão) em todos os campi, o que ainda não ocorreu. Os estudantes contemplados serão informados via email. Aqueles de nível “médio” e “urgente” terão prioridade na lista. Os que já foram contemplados com outras modalidades de bolsa serão substituídos na mesma.

O adiantamento da concessão obviamente só aconteceu pela pressão das paralisações unificadas, que colocaram uma ameaça para a reitoria de uma maior mobilização entre os campi da Unesp, que estão em condições caóticas no que tange à permanência estudantil e às condições de ensino.A conquista representa um grande avanço para o movimento e sinaliza o acerto da tática unificada, porém a precarização do ensino, a falta de políticas para permanência estudantil em contraposição ao aumento das cotas na Unesp esse ano e os cortes da educação em âmbito federal e estadual continuam. Portanto, a mobilização entre os estudantes deve continuar.




Tópicos relacionados

Juventude

Comentários

Comentar