Internacional

RESPRESSÃO AOS PALESTINOS

Estado racista de Israel prende nove palestinos da família da jovem Ahed Tamimi

Douglas Silva

Estudante da UFJF

terça-feira 27 de fevereiro| Edição do dia

O Estado de Israel deteve 9 membros da família de Ahed Tamimi, jovem palestina de 17 anos detida há 2 meses pelo exército israelense, na aldeia de Nabi Saleh, território ocupado da Cisjordânia.

Ahed Tamini, encontra-se detida há dois meses por ter esbofeteado um soldado israelita durante uma ação repressiva na sua aldeia. A família da jovem tem um histórico de ativismo contra a ocupação israelita na região.

De acordo com a Organização para a Libertação da Palestina (OLP), não são nove, mas sim dez as pessoas detidas, todas familiares e com idades entre 12 e 30 anos.

Leia também:Estado de Israel assassina adolescente da família Tamini

Um dos detidos é Mohammed Tamimi, de apenas 15 anos, que fora baleado na cabeça com uma bala de borracha no dia da detenção da sua prima Ahed. Mohammed ficou gravemente ferido e aguardava por uma nova cirurgia que restaurasse a parte do crânio que lhe fora removida na cirurgia de emergência após ter sido baleado em dezembro de 2017.

A detenção dos membros da família de Ahed Tamimi é parte de toda repressão e assassinatos cometidos pelas forças repressivas do Estado de Israel, responsável pelo sofrimento do povo palestino e prisão de adolescentes que lutam pela libertação de seu povo e contra a brutal repressão e ocupação por parte do Estado sionista.

Leia também: Sobre a questão palestina: um debate com as posições de Jean Wyllys




Tópicos relacionados

Palestina   /    Estado de Israel   /    Conflito Palestina-Israel   /    Israel   /    Internacional

Comentários

Comentar