Política

MÍDIA GOLPISTA

Estadão esconde do povo a jornada de paralisações contra a reforma da previdência

quarta-feira 15 de março| Edição do dia

O jornal Estado de São Paulo, até o momento (às 05:46 da manhã), finge não existir a jornada de paralisações contra a reforma da previdência. Justamente no estado em que categorias estratégicas como rodoviários e metroviários já estão somando com paralisações à jornada, se chocando contra Alckmin e Dória que querem proibir o direito de greve.

Não é de hoje que os jornais da burguesia simplesmente não têm vergonha de distorcer os fatos, às vezes simplesmente fingindo que estes não estão ocorrendo. Principalmente se for para tentar diminuir a mobilização dos trabalhadores contra a indigesta reforma da previdência de Temer que tem por objetivo nos fazer trabalhar até morrer.

Estes mesmos pseudo-jornais de aluguel que dão tanta atenção para a as manifestações de direita, dos batedores de panela com camisas da CBF, e a “nova geração” de oportunistas reacionários como MBLs e Bolsonaros, todos patrocinados por grandes empresários como os da FIESP, entre outros, que estão muito interessados na aprovação da reforma, porque ela significa aumentar extensivamente o lucro dos patrões!

A “cobertura dos fatos” pelo estadão demonstra de um jeito bem descarado o lado para quem trabalham, colocando em foco a lista da abertura de Janot, que nada mais é que uma cortina de fumaça para tentar esconder os protestos de trabalhadores e setores populares contra este brutal ataque de Temer à nosso futuro!




Tópicos relacionados

15M   /    Rio de Janeiro   /    Política

Comentários

Comentar