Teoria

CAMPINA GRANDE (PB)

Esquerda Diário participará do II Seminário de Tradição Marxista no Século XX em Campina Grande

Shimenny Wanderley

Campina Grande

quinta-feira 7 de julho de 2016| Edição do dia

De 04 a 08 de julho está sendo realizado em Campina Grande (PB) o II Seminário de Tradição Marxista no Século XX. O professor de Ciência Política da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)Dr. Gonzalo Adrián Rojas, participará como Esquerda Diário nesta quinta-feira dia 07 de julho de uma mesa debate apresentando uma conferência sobre Leon Trotsky, junto com o professor de História Dr. Severino Cabral Filho, quem apresentará sobre o historiador inglês Eric Hobsbawm.

Recuperar o legado teórico e político de Trotsky é central numa conjuntura mundial de aprofundamento da crise capitalista, fim de ciclo dos governos ditos ‘pós-neoliberais’ e giro a direita na superestrutura política latino-americana. Recuperar Trotsky frente aos neoliberais, as tentativas de saídas pela ultradireita, neodesenvolvimentistas ou neokeynesianos que acreditam que é possível regular o capitalismo é recuperar a perspectiva do marxismo revolucionário e do comunismo depois do afundamento do fenômenos monstruoso do estalinismo. Isto num contexto onde se articula de forma desigual e combinada crise econômica e crise política em ritmos diferentes por países segundo sua própria formação econômico-social.

León Trotsky (León Davidovich Bronstein) nasceu na Ucrânia em 1879. Foi Junto a Lenin, o mais importante teórico marxista do século XX, onde juntos foram os principais dirigentes da Revolução Russa de 1917, que com os trabalhadores se camponeses russos com as rédeas de seus destinos tendo à sua cabeça o Partido Bolchevique, foi a revolução mais importante da história da humanidade. Organizou o vitorioso exército vermelho, permitindo a consolidação do estado Operário Revolucionário. Na primeira revolução, a Revolução Russa de 1905, Trotsky tornou-se presidente do primeiro soviet de Petrogrado só com 26 anos. Realizou inúmeros aportes teóricos ao marxismo e o leninismo, dentre os quais podemos destacar a Teoria da Revolução Permanente, mas também teorizou sobre outros grandes temas como: relações inter-imperialistas, sua relação com a economia e luta de classes, o surgimento do fascismo, a crítica implacável à política stalinista, os regimes bonapartistas “sui generis” nas semicolônias latino-americanas, revolução e contrarrevolução na URSS, entre outros, sendo assassinado em agosto de 1940, durante seu exílio no México por um agente stalinista, o espanhol Ramon Mercader.

O evento está acontecendo na Universidade Federal de Campina Grande, no auditório do Centro de Humanidades, organizado peloGrupo de Estudos História e Marxismo e pelo Grupo Práxis: Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Estado e Luta de Classes na América Latina.Tive início na segunda-feira, 04 de julho na abertura teve a conferência sobre: VLADIMIR I. LENIN, ROSA LUXEMBURGO e RAYMOND WILLIAMS,na terça-feira sobre GRAMSCI, na quarta sobre WALTER BENJAMIN, na quinta sobre LEON TROTSKY e ERIC HOBSBAWM, encerando o evento na sexta com : CHRISTOPHER HILL e WRIGHT MILLS.

Este é um momento ímpar para discutir e difundir o marxismo., principalmente, na atual conjuntura, que exige de nós um poder analítico mais crítico da realidade, lembremos das contribuições de Marx no XVII de Brumário, que nos ajuda a analisar o momento político atual.

Na conferência serão apresentadas as principais ideias de Trotsky bem como as contribuições para os dias atuais, seu legado político. Uma ótima oportunidade para os estudantes da UFCG que não estudam este autor revolucionário banido na academia e o público general, para mesmo na defensiva articular um marxismo ofensivo, de combate e com estratégia. Precisamos compreender o cenário político nacional e internacional para então poder construir estratégias de luta dos trabalhadores e da juventude, para dessa forma garantir uma luta efetiva contra o capitalismo, por isso se faz necessário sempre retomar as importantíssimas contribuições teóricas e o exemplo de luta de autores marxistas como Lenin e Trotsky que,assim como continuidade e evolução brilhante das lições de Marx e Engels, dedicaram sua vida a entender o sistema capitalista para poder superá-lo a partir de uma práxis revolucionária e construir uma sociedade nova sem explorados, nem opressores.

Informamos que numa próxima matéria de Esquerda Diário apresentaremos o conteúdo da apresentação assim como o vídeo neste Jornal.




Tópicos relacionados

Campina Grande   /    Teoria

Comentários

Comentar