Educação

ESCOLA DE LUTA

Escola João Baptista na zona norte organiza grande atividade contra a reforma da previdência

Com a aproximação de uma greve geral histórica no Brasil para o próximo dia 28, a E. E. João Baptista Alves Silva, localizada no Jd. Filhos da Terra, zona Norte de São Paulo, prepara uma aula pública para amanhã (27) com o peso da participação de professores e alunos das principais escolas da região além de trabalhadores de outras categorias para debater os ataques de Temer com a comunidade.

Allan Costa

Militante do Grupo de Negros Quilombo Vermelho - Luta negra anticapitalista

quarta-feira 26 de abril de 2017| Edição do dia

Com a aproximação de uma greve geral histórica no Brasil para o próximo dia 28, a E. E. João Baptista Alves Silva, localizada no Jd. Filhos da Terra, zona Norte de São Paulo, prepara uma aula pública para amanhã (27) com o peso da participação de professores e alunos das principais escolas da região além de trabalhadores de outras categorias, para discutir com a comunidade a série de ataques que os governos vêm implementados contra os trabalhadores e a juventude e para fazer um chamado pela paralisação geral de sexta-feira.

Durante toda a semana um comando da escola visitou outras escolas da região, conversando com professores e alunos sobre a necessidade urgente de se organizar na defesa dos nossos direitos e a resposta foi imediata: várias outras escolas como a E. E. Pedro Alexandrino, E.E. Ângelo Bortolo e Cyrene de Oliveira Laet, denunciaram que irão juntar-se à aula pública. Na quarta-feira os professores da unidade escolar realizaram uma reunião com pais de alunos para debater as reformas de Temer e discutir a importância da Greve Geral da próxima sexta-feira, obtendo grande apoio de todos os presentes.

A E.E. João Baptista tem um histórico recente de participação ativa nas lutas por educação e agora se coloca como grande exemplo de luta pelos direitos, com professores cada vez mais ativos e politizados e uma juventude que demonstra na prática qual o papel determinante que pode ter se colocando na linha de frente na defesa dos trabalhadores.

A aula pública "Lutamos para não trabalhar até morrer" ocorrerá nesta quinta-feira, dia 27 às 9 horas da manhã, na Praça do Jaçanã.




Tópicos relacionados

Reforma da Previdência   /    Governo Temer   /    Educação

Comentários

Comentar