Mundo Operário

DEMISSÕES

Empresa ligada ao Itaú fecha as portas deixando 480 funcionários na rua em São Leopoldo/RS

Empresa que fechou as portas nesta segunda em São Leopoldo no Rio Grande do Sul, responsável pela demissão de 480 trabalhadores; faz parte da holding Itaú s.a Investimentos, controladora do Banco Itaú, o banco que a cada ano que passa lucra ainda mais em uma crise que tá sendo descarregada nas costas da classe trabalhadora.

quarta-feira 3 de julho| Edição do dia

Os funcionários da fábrica de louças para banheiros Duratex da marca Deca foram surpreendidos as 5 horas da manhã, ao chegarem no trabalho na segunda-feira (1/7). A empresa de capital aberto que faz parte da holding Itaú s.a Investimentos, controladora do Banco Itaú, não permitiu a entrada dos trabalhadores e anunciou sem aviso prévio as demissões.

Um abuso dos patrões que se aproveitam da forma mais perversa da reforma trabalhista. Não tem nem justificativa já que a empresa não alega falência nem sequer crise financeira. Lembremos que o Banco Itaú é um dos maiores credores da dívida pública brasileira com um mecanismo de juros fraudulento, ilegal e ilegítimo.

Representantes do Sindicato dos Trabalhadores da Indústrias de Vidros de Porto Alegre e Região foram ao local, mas afirmaram que nada podiam fazer dentro da legalidade depois da reforma trabalhista. Assim a burocracia sindical se nega a mobilizar os trabalhadores e fazer um plano de luta em defesa dos empregos e lutar para que nenhuma família fique em plena miséria.

O desemprego, a Reforma Trabalhista, a terceirização ilimitada são parte das medidas para descarregar a crise sobre os trabalhadores e preservar a taxa de lucro dos capitalistas, aprovados sob a demagogia da geração de empregos. Agora, em um país de 13,2 milhões de desempregados (chegando a quase 30 milhões entre desempregados, desalentados e subocupados), a Reforma da Previdência é a promessa (mentirosa) da vez, para uma retomada da economia.

É preciso cercar de solidariedade esses trabalhadores, alguns dos quais estavam há 30 anos na empresa. Nenhuma família nas ruas!




Tópicos relacionados

Itaú   /    Rio Grande do Sul   /    Demissões   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar