Economia

SUBMISSÃO E ENTREGUISMO

Em mega leilão de Bolsonaro e Guedes petróleo brasileiro é entregue ao imperialismo

Desde o início de seu governo, Bolsonaro e seu ministro ultra-liberal Paulo Guedes deixaram bem claro o que pretendiam fazer com os recursos nacionais: privatizar tudo para entregar nas mãos de grandes empresas imperialistas.

quinta-feira 10 de outubro| Edição do dia

Foi nesse sentido que foi realizado um mega-leilão com gigantes empresas estrangeiras para negociar investimentos para a exploração das grandes reservas de petróleo brasileiro, seguindo com tudo o plano privatista de entrega de bilhões de barris de petróleo à exploração imperialista.

11 das 17 empresas que estavam inscritas no leilão participaram e 10 saíram “vencedoras” de uma parte da riqueza dos recursos naturais brasileiros. Isso é uma profunda entrega de recursos nacionais para empresas estrangeiras, política levada a frente pelo governo Bolsonaro, e um verdadeiro saque contra a classe trabalhadora que entrega estatais como a Petrobrás “de mão beijada” e os recursos naturais ao imperialismo.

A operação Lava Jato, também atuou nesse sentido: para além de ser um ator político com interesses específicos, tem também como objetivo mudar o capitalismo no país, atacando especialmente as empresas estatais. A estatal Petrobras foi a mais atacada pela Operação, onde o claro intuito era o desmonte da petroleira nacional para vender suas ações para acionistas estrangeiros. Não é à toa que, durante a Operação, os setores mais ricos da empresa - que são controladas por acionistas estrangeiros - e todas as empresas americanas que foram citadas na Operação nem sequer foram investigadas ou condenadas.

Esse leilão é mais um avanço nessa agenda privatista, que além do entreguismo também traz consigo duros ataques contra os trabalhadores. É preciso se enfrentar com a entrega dos recursos naturais do país ao imperialismo e com os duros ataques aos trabalhadores. Os recursos do país não podem servir para enriquecer bilionários estrangeiros e nacionais, mas sim para atender as necessidades do povo, como educação, saúde e emprego.




Tópicos relacionados

Paulo Guedes   /    Governo Bolsonaro   /    Petrobras   /    Privatização   /    Economia

Comentários

Comentar