Sociedade

POESIA

Em homenagem a Luis Carlos Ruas

Sobre o brutal assassinato do trabalhador Luis Carlos Ruas.

Francisco Marques

Filosofia - UFMG

quarta-feira 28 de dezembro de 2016| Edição do dia

Luis Carlos Ruas

teu nome me assombra.
assombra a todos.
meramente repeti-lo
é escancarar:
vivemos na barbárie.

Luis Carlos Ruas
Luis Carlos Ruas
Luis Carlos Ruas

já sabíamos que a transfobia matava.
agora descobrimos
que mata também
quem ousa lutar contra ela.

havia pessoas no metrô,
o vídeo mostra.
elas passavam pra lá e pra cá.
o que elas faziam
que não te acudiram, não gritaram?

quem ouve teu nome
e não o repete
padece de desesperança
ou de desumanidade.
é que pesa muito
pensar que a sociedade
precisa ser revirada
de cima a baixo.

mas não demora
e rasgamos esse fino véu
que esconde da vida o sentido.
os de cima não querem jamais tocá-lo.
faremos com nossas mãos.

pra não sermos pra sempre
vítimas
explorados
perseguidos
consumidores
eleitores

queremos a vida que esse véu esconde.
desesperadamente.

Luis Carlos Ruas
Luis Carlos Ruas
Luis Carlos Ruas

faremos história
também em teu nome.




Tópicos relacionados

Homofobia e Transfobia   /    Sociedade   /    Metrô   /    Cultura

Comentários

Comentar