Sociedade

RIO 2016

Em São Gonçalo manifestantes impedem a passagem da Tocha Olímpica e polícia reprime com prisões

Guilherme Hamilton dos Santos Silva

Estudante de Historia UERJ

quarta-feira 3 de agosto de 2016| Edição do dia

No dia 02/08, há dois dias do início dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro, mais uma manifestação impede a passagem da tocha olímpica, dessa vez no em São Gonçalo. Em Angra a população revoltada impediu a passagem da tocha e em Petrópolis ela foi apagada com um extintor de incêndios e tem imagens com milhares de visualizações na internet.

Em São Gonçalo, no bairro de Alcântara, onde estava planejado o início do percurso, centenas de moradores, professores da rede estadual (que estiveram em greve por mais de 4 meses), estudantes, ambulantes protestaram contra os exorbitantes gastos com as obras das Olimpíadas, enquanto, o Governo Dornelles/Pezão mantem a saúde com hospitais sem leitos e sem materiais, escolas sucateadas, péssimo transporte público e uma segurança baseada na violência policial assassina. Corrupção, obras superfaturadas, bilhões para pagar a dívida publica, enquanto os salários dos servidores e terceirizados não são pagos, ou são cortados e parcelados.

O ato foi reprimido com um forte aparato pela Policia Militar, Guarda Municipal e Força Nacional com bombas e gás lacrimogêneo e algumas pessoas foram detidas, entre elas o professor Pedro Mara, que participou ativamente da greve da rede estadual. Ele ficou dentro de uma viatura da Polícia Militar por cerca de 2h rodando a cidade sem nenhuma satisfação dos policiais. Só foi liberado no final da noite, tendo sido ameaçado de ser encaminhado para o presídio em Bangu. Pedro Mara já havia sido agredido pela polícia por ordem do Governo Dornelles/Pezão e teve seu braço quebrado, num ato.


Foto (2): Thiago Freitas / Agência O Globo

Os atos para apagar a tocha, as piadas e memes da internet tem ganhado cada vez mais apoio, mesmo contra a tentativa do Estado, da mídia e das empresas que terão lucros exorbitantes com as Olimpíadas de esconder a verdadeira realidade do Rio de Janeiro e o amplo rechaço da população a este evento, que escancara diariamente que não deixará nenhum legado para o povo.


Foto (2): Thiago Freitas / Agência O Globo




Tópicos relacionados

Olimpíadas   /    Rio de Janeiro   /    Sociedade   /    Rio de Janeiro

Comentários

Comentar