Educação

GREVE DOS PROFESSORES

Em Cruz Alta, 22 escolas aderem à greve contra os ataques de Eduardo Leite no RS

A greve dos professores estaduais do Rio Grande do Sul contra o pacote de ajustes de Eduardo Leite, iniciada nesta segunda-feira, se expande no interior do estado. Em cinco municípios da região de Cruz Alta., já totalizam 22 escolas em greve total ou parcial.

terça-feira 19 de novembro| Edição do dia

A greve deflagrada pelos professores estaduais no Rio Grande do Sul se enfrenta com o pacote de medidas neoliberais que Eduardo Leite deseja implementar. O pacote vem para descarregar a crise do governo nas costas do povo, juntamente com a reforma da previdência que já entrou em vigor.

Leia também: Magistério gaúcho sangra há 43 meses com salários atrasados e 102% de defasagem

Leite quer fazer com que o funcionalismo público pague por uma crise que não criou, bem como Bolsonaro e suas reformas e pacotes. É preciso cercar de solidariedade essa greve para que o funcionalismo público e a classe trabalhadora gaúcha unidos com a juventude estudantil possam derrotar os planos de Leite e, igualmente, a burocracia sindical e seu histórico de traições.

Confira abaixo as escolas em greve na região:

Escolas em greve total

CRUZ ALTA

Escola Ciep Especial
EEEB Venâncio Aires
EEEF Sonho de um Menino
EEEM Dr Hildebrando Westphalen
EEEM Dom Antônio Reis
EEEM Maria Bandarra Westphalen
EEEF Dr Cândido Machado
EEEM Major Belarmino Cortes

BOA VISTA DO INCRA

EEEF Três de Julho

JACUIZINHO

EEEM Menino Jesus

TUPANCIRETÃ

EEEF Antônio Silveira

RESTINGA SECA

EEEM Erico Veríssimo

Escolas em greve parcial

CRUZ ALTA

EEB Margarida Pardelhas
EE Professor Annes Dias
EEEF Pacífico Dias da Fonseca
EEEF Dr Catharino de Azambuja
EEF Amado Lacroix

TUPANCIRETÃ

IEE Mãe de Deus
EEEM Joaquim Nabuco
EEEF Hermínio Beck
EEEF Protásio Lima de Moraes
EEEF Tupanciretã




Tópicos relacionados

Eduardo Leite   /    Greve Professores RS   /    Educação   /    Professores

Comentários

Comentar