Política

ELEIÇÃO PRESIDENTE DA CÂMARA

Eleição para presidência da Câmara começa após polêmica sobre horário

A eleição, que foi antecedida pela reunião da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ), tinha horário de início às 16h conforme o cronograma, mas foi inicialmente adiada para às 19h, começando, por fim, às 17h30.

quarta-feira 13 de julho de 2016| Edição do dia

Foto: Gustavo Lima/Ag. Câmara

A eleição, que foi antecedida pela reunião da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ), tinha horário de início às 16h conforme o cronograma, mas foi inicialmente adiada para às 19h, começando, por fim, às 17h30.

A reunião da CCJ discutia o pedido de recurso de Eduardo Cunha com o objetivo de realizar a sua votação, mesmo após sete horas de discussões os deputados não conseguiram o encaminhamento. O presidente da CCJ encerrou a cessão e remarcou para amanhã (14) às 9h.

A ordem do dia começa, após atingir o quórum regimental de 257 deputados para a realização de uma eleição. Com a desistência da disputa de 4 candidatos - Heráclito Fortes (PSB-PI), Maria do Rosário (PT-RS), Beto Mansur (PRB-SP) e Fausto Pinato (PP-SP), restam 14 deputados concorrendo a eleição.

Por sorteio a ordem dos discursos são:

Rodrigo Maia (DEM-RJ)
Evair Vieira de Melo (PV-ES)
Miro Teixeira (Rede-RJ)
Giacobo (PR-PR)
Cristiane Brasil (PTB-RJ)
Luiza Erundina (PSOL-SP)
Fábio Ramalho (PMDB-MG)
Carlos Manato (SD-ES)
Carlos Henrique Gaguim (PTN-TO)
Marcelo Castro (PMDB-PI)
Rogerio Rosso (PSD-DF)
Gilberto Nascimento (PSC-SP)
Esperidião Amin (PP-SC)
Orlando Silva (PcdoB-SP)

Cada candidato terá 10 minutos para realizar seus discursos. A votação será por meio de urna eletrônica específica, o resultado será anunciado após o final da votação. Vence em primeiro turno caso o candidato obtenha maioria absoluta (metade mais um) dos votos, em necessidade de um segundo turno, vence o candidato com maioria simples. Votos brancos são contados para efeito de quórum.




Tópicos relacionados

Centrão na Câmara   /    Eleição no Congresso   /    Política

Comentários

Comentar