Educação

EDUCAÇÃO

Eduardo Leite quer escolas abertas em regiões com alto risco de transmissão da covid-19

Enquanto o número de pessoas infectadas e de internações pela covid-19 crescem no Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB) anunciou no dia 24 que permitirá as aulas presenciais em escolas localizadas em regiões com risco epidemiológico alto.

quarta-feira 25 de novembro de 2020| Edição do dia

Imagem: Reprodução/Facebook

Desde o mês de setembro, Eduardo Leite impôs um plano de retorno das aulas presenciais no estado à revelia do rechaço por parte de professores e pais de alunos ao retorno. Até agora, caso a região ficasse duas semanas consecutivas na bandeira vermelha - o que significa risco epidemiológico alto -, as aulas presenciais deveriam ser interrompidas. Porém, com este novo anúncio, mesmo que a região permaneça ou entre na bandeira vermelha, as aulas presenciais poderão ocorrer.

No início desta semana com o aumento dos casos de covid-19, oito regiões passaram para a bandeira vermelha e as demais 13 regiões ficaram na bandeira laranja, com risco médio de contágio. Mesmo assim, o governador afirmou que "entendemos que as escolas não podem parar” alegando que tal decisão é necessária para “evitar prejuízos pedagógicos e psicológicos aos alunos”, no entanto, é a vida de professores, alunos e de seus familiares que estão sendo, mais uma vez, colocadas em risco.

Pode te interessar: Leite quer escolas abertas sem aval de técnicos sanitários e judiciário atua em favor




Tópicos relacionados

Crise do Coronavírus   /    COVID-19   /    pandemia   /    Coronavírus   /    Eduardo Leite   /    Rio Grande do Sul   /    Educação

Comentários

Comentar