MRT

REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Diana Assunção fala sobre o adiamento da votação da reforma e a necessidade de lutar

quinta-feira 14 de dezembro de 2017| Edição do dia

Diana Assunção, dirigente do Movimento Revolucionário de Trabalhadores, comentou o adiamento da votação da reforma da previdência e a necessidade de nos organizarmos para barrá-la:

"Eles adiaram pra conseguir os votos. As grandes centrais sindicais não prepararam nenhuma luta séria, ao contrário, suspenderam uma greve nacional sem nenhuma garantia.

A data do dia 19/02, primeira segunda-feira pós-Carnaval, é pra tentar novamente nos pegar desorganizados e para ter tempo de angariar mais votos dos políticos corruptos que atuam como um verdadeiro balcão de negócios dos capitalistas.

É preciso tirar lições do papel das grandes centrais sindicais: precisamos apostar na auto-organização dos trabalhadores, com assembleias democráticas e reuniões de base, para impor ao conjunto das centrais e sindicatos que parem de trégua e traição. É a única maneira de começarmos a retomar os sindicatos para as mãos dos trabalhadores, fortalecendo os sindicatos de esquerda em um polo verdadeiramente anti-burocrático e colocar a gigante classe trabalhadora brasileira em uma nova greve geral, para derrotar a reforma da previdência que quer nos fazer trabalhar até morrer e impor a anulação da reforma trabalhista, que transforma a nossa vida em um inferno."




Tópicos relacionados

Reforma da Previdência   /    Diana Assunção #UmaVozAnticapitalista   /    Governo Temer   /    MRT   /    Política

Comentários

Comentar