Sociedade

DIA DE PARALISAÇÕES

Dia de protestos amanhece com paralisação da Ponte Rio-Niterói

Dia amanhece com protesto na Ponte Rio-Niterói, um carro foi incendiado e uma faixa foi estendida com os dizeres "#Podres Poderes Trabalhador Resiste"

sexta-feira 10 de novembro| Edição do dia

Dois homens atearam fogo em um carro na Ponte Rio-Niterói, sentido Rio, e fugiram de moto, na manhã desta sexta-feira. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) confirmou que a dupla abandonou e incendiou o veículo, na altura da Grande Curva. No chão da pista, ficou estendida uma faixa com dizeres: "#Podres Poderes Trabalhador Resiste" em protesto a implementação da Reforma Trabalhista que rasgou a CLT e atacará duramente aos direitos dos trabalhadores. A travessia para o Rio ficou fechada por dez minutos para o combate às chamas. Às 7h, o motorista levava 42 minutos para cruzar a ponte.

Às 6h41m, a Ecoponte, concessionária que administra a via, abriu passagem para motocicletas e, pouco depois, liberou o tráfego em três pistas. Naquele momento, a brigada de incêndio trabalhava no rescaldo das chamas. Por volta de 7h10m, o trânsito foi totalmente liberado. O veículo ficou totalmente destruído.

Leia Também: 10/11: O que está em jogo para os trabalhadores?

Uma pista do sentido Niterói foi ocupada temporariamente para o combate às labaredas. Veículos da brigada da concessionária estavam parados na faixa, e o trânsito sentido Niterói era desviado para as demais pistas.

A traição e boicote da greve do dia 30/06 promovida pelas principais centrais CUT, Força Sindical e CTB não foi diferente do que foi preparado para o "dia de protestos e paralisações" do dia de hoje, a burocracia sindical quer transformar o dia 10/11 em um dia simbólico e inofensivo ao governo, com suas negociatas a fim de suprir unicamente seus próprios interesses. É preciso tomar as lutas travadas por municipários, professores e rodoviários no Sul como exemplo para expandir o movimento de resistência aos ataques de Temer para retomar o caminho da greve geral e impor aos capitalistas e corruptos que paguem pela crise.

Fonte das fotos: Extra




Tópicos relacionados

Reforma Trabalhista   /    Sociedade

Comentários

Comentar