Sociedade

SECA NO NORDESTE

Descaso do governo Bolsonaro coloca famílias do Nordeste em risco de morrerem de sede

Governo Federal afirma que não tem recursos para realizar a manutenção de operação de distribuição de água potável no Nordeste brasileiro em meio à seca e à pandemia.

sábado 31 de outubro| Edição do dia

Imagem: Agência Brasil

Devido à “ausência de recursos”, famílias no Nordeste deixarão de receber água potável em meio à pandemia e à seca. De acordo com matéria do Jornal Folha de São Paulo o comunicado foi recebido por gestores municipais e estaduais da região. Essas famílias recebem água potável através de carros-pipas. A iniciativa é do Governo Federal e tem a denominação de:Programa Emergencial de Distribuição de Água Potável.

Segundo informações da Folha de São Paulo, o programa atende um total de 850 municípios da região que são atingidas pela seca. A fiscalização da iniciativa fica a cargo do Exército Brasileiro. Devido à ausência de recursos para pagamento das operações, o serviço será interrompido, o que coloca em risco a sobrevivência de milhares de famílias, em um período de pandemia, no qual o acesso à água é fundamental.

Veja também: PEC do Guedes seca até a verba para irrigação de áreas semiáridas no Nordeste e Centro-este

Contudo, o governo federal já sabia da ausência de recursos para a realização das operações e em 30 de Setembro tinha encaminhado um Projeto de Lei do Congresso Nacional solicitando crédito para cobrir despesas do Ministério do Desenvolvimento Regional.

A situação se agrava porque em áreas do Nordeste brasileiro, especificamente aquelas localizadas no polígono das secas e que possuem um clima semiárido, o período de seca está intenso, e muitas prefeituras não possuem recursos para cobrir a ausência do governo Federal. Na matéria da Folha, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (SEM-SP) informou que o Congresso Nacional terá uma sessão no dia 4 de Novembro para votar Projetos de Leis Nacionais, incluindo neles, o da operação carro-pipa.




Tópicos relacionados

Governo Bolsonaro   /    Nordeste   /    Sociedade   /    Governo Federal   /    Política

Comentários

Comentar