Juventude

ELEIÇÕES ESTUDANTIS UFMG

D.A. da Biologia-UFMG agora é D.A. de luta

Finalizando o processo eleitoral deste ano, os estudantes de Ciências Biológicas escolheram a Chapa Jana Moroni para a gestão do Diretório Acadêmico do curso, com 370 votos.

sexta-feira 24 de junho de 2016| Edição do dia

Os estudantes da Biologia votaram massivamente. Foram 406 votos no total, 370 na Chapa Jana Moroni e 36 nulos; um quórum histórico no curso. A chapa quer construir "uma chapa de perfil militante que buscará organizar os estudantes do curso para através de assembleias atuarmos juntos, seja nos assuntos estudantis ou nas lutas nacionais", como diz o material de campanha.

O tema da representatividade foi forte na campanha e a maioria dxs integrantes da chapa são mulheres, negros e LGBT. A chapa defendeu que "precisamos questionar até o fim essa universidade que hoje infelizmente está a serviço das grandes empresas, que reproduz o machismo, o racismo e a LGBTfobia".

Na questão da universidade e da educação defenderam que "é preciso lutar contra a reitoria e o conselho universitário que controlam a universidade e a mantêm elitista assim, para democratizá-la radicalmente e colocá-la a serviço do povo e dos trabalhadores". Defenderam também "O fim do vestibular! Estatização das universidades particulares! 10% do PIB pra educação! Educação pública, gratuita e de qualidade para todxs!"

Várixs membrxs da chapa já vinham realizando nos últimos meses importantes atividades, como a Semana de Consciência Negra, Semana da Mulher e as assembleias e atividades que se posicionaram "Contra o Impeachment e contra os ajustes do PT" no mês de abril.

O programa apresentado se opõe ao governo golpista de Michel Temer e aponta o caminho "tanto nas mobilizações aqui na biologia como os secundaristas país afora e os estudantes da UNICAMP, USP e UNESP em greve" para lutar contra Temer, rejeitando o caminho dos "acordos com a direita, como Dilma, Lula e o PT sempre fizeram".

"Jana Moroni Barroso foi uma das muitas estudantes perseguidas e mortas pela ditadura militar. A cearense era estudante de Biologia da UFRJ e lutou bravamente contra a ditadura." Certamente a Biologia será cada vez um foco das lutas da juventude na UFMG. A chapa é formada por estudantes independentes e militantes da Faísca. Veja a página da chapa no Facebook aqui: https://www.facebook.com/ChapaJanaMoroni




Tópicos relacionados

Belo Horizonte   /    Juventude

Comentários

Comentar