Internacional

LUTA DE CLASSES NO CHILE

Contundente resposta popular frente ao Estado de Emergência com panelaços em toda Santiago

O governo de Piñera tentou amedrontar toda a população através del Estado de Emergência, mas a raiva popular é tão massiva e ampla que neste sábado milhares de pessoas estão nas ruas protestando novamente.

sábado 19 de outubro| Edição do dia

O governo Piñera e a imprensa tradicional quiseram instalar que as manifestações são “vândalas”, “violentas”, que as e os estudantes “somente destroem”, mas nada disso conseguiu calar a população. O esgotamento frente a este regime autoritário, repressivo e à serviço de um punhado minoritário da população que se reservam todas as riquezas e privilégios, é tão grande e amplo que ninguém mais acredita na direita, nos empresários e nos partidos do regime.

Ontem, sexta-feira (18), Piñera tentou amedrontar toda a população através do Estado de Emergência, mas a raiva popular o superou e neste sábado, novamente, milhares de pessoas estão nas ruas protestando.

Nem mesmo as perguntas dos jornalistas das mídias tradicionais conseguiram colocar as pessoas “contra aqueles que fazem destruição”, ninguém cai nesse discurso reacionário que busca criminalizar a legítima manifestação social, é evidente para a população que a luta é porque estão cansados dos baixos salários, das aposentadorias miseráveis, de apenas chegar ao fim do mês com menos de $300.000 (pesos chilenos), de que em toda manifestação social sejam reprimidos brutalmente pela polícia, e de que políticos do regime conspiram com empresário, ganhando milhões e vivendo com diversos privilégios.

Santa Rosa, Alameda

Sector Provincia

Repressão em Alameda

Chamados a manifestações:

Publicado originalmente no La Izquierda Diario Chile
http://www.laizquierdadiario.cl/Contundente-respuesta-popular-frente-al-Estado-de-Emergencia-con-cacerolazos-en-todo-Santiago




Tópicos relacionados

Internacional

Comentários

Comentar