Gênero e sexualidade

DIA DA VISIBILIDADE TRANS

Consideradas doentes pelo estado, no Brasil uma pessoa trans vive em média apenas 35 anos

Dia 29 de janeiro é dia da visibilidade trans, mas não é um dia de comemoração e sim um dia de protesto.

Diana Assunção

São Paulo | @dianaassuncaoED

segunda-feira 29 de janeiro| Edição do dia

No Brasil uma pessoa trans vive em média apenas 35 anos. 35 anos sendo consideradas doentes pelo estado. Vivemos no país que a cada 48 horas uma pessoa trans é assassinada e todos os dias são vítimas da violência do estado pelas mãos da polícia. Sujeitas à precarização ou ao desemprego, que com a reforma trabalhista só tende a piorar. A reforma da previdência prevê a idade mínima para se aposentar entre 62 e 65 anos, ou seja, significa trabalhar até morrer. Isso é o capitalismo!

Convido todas e todos a assistirem o vídeo feito pela juventude Faísca com a militante travesti Virgínia Guitzel, falando sobre a realidade das pessoas trans e a necessidade de um plano de emergência contra o transfeminicídio:

Veja também: 4 medidas para um Plano de Emergência contra o transfeminicidio e a violência LGBTfobica




Tópicos relacionados

29J - Visibilidade Trans   /    Homofobia e Transfobia   /    LGBT   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar