Educação

Hospital Universitário da USP

Congresso do ANDES manifesta apoio ao Hospital Universitário da USP

O HU-USP foi duramente atacado na reitoria de Zago e Vahan, o novo reitor, já indicou que continuará com os planos de desvinculação do HU da USP. Em congresso do ANDES, foi divulgado apoio à luta. Veja abaixo.

sexta-feira 9 de fevereiro| Edição do dia

No congresso que ocorreu dia 7 de fevereiro, ANDES divulgou carta de moção em apoio ao Hospital Universitário da USP. O HU-USP vem sendo duramente atacado pela reitoria e pela burocracia acadêmica, que permanece com o projeto de desvinculação do hospital, aprofundando o seu sucateamento e precarização tanto do atendimento quanto dos postos de trabalho.

Veja abaixo a carta enviada ao Sindicato Dos Trabalhadores da USP (SINTUSP):

Companheira(o)s,

Segue anexa Moção aprovada no 37º Congresso do ANDES-Sindicato Nacional, realizado no período de 22 a 27 de janeiro de 2018, em Salvador/BA.

Sem mais para o momento, enviamos nossas cordiais saudações sindicais e universitárias.

Moção de Reconhecimento

O(a)s delegado(a)s presentes ao 37º Congresso do Andes-SN, realizado em Salvador (BA), no período de 22 a 27 de janeiro de 2018, manifestam que o HU da USP é um hospital-escola, altamente reconhecido, tanto pelos profissionais de saúde e estudantes, que lá prestam assistência e adquirem sua formação na prática, quanto pelo meio milhão de habitantes do Butantã, bairro de São Paulo, em que se situa. Sob protestos reiterados de usuários, de funcionários do HU, de estudantes e de docentes, o HU vem sendo submetido, pela reitoria da USP, a um desmonte, como resultado da demissão de 406 funcionários, por decorrência de dois planos incentivados de demissão voluntária. Isso provocou, até mesmo, a suspensão de atividades de seus prontos-socorros infantil e adulto, com consequências trágicas. Por outro lado, na votação do orçamento do estado de São Paulo, o coletivo (de moradores) Butantã na Luta, no qual atuam dois delegados da Adusp, conseguiu a aprovação de uma suplementação de R$ 48 milhões para o HU. Há necessidade, ainda, de pressão sobre a reitoria da USP para que esses recursos sejam utilizados na contratação de406 funcionários para repor o HU na plenitude de seu funcionamento.

Salvador, 27 de janeiro de 2018




Tópicos relacionados

Hospital Univeristário da USP   /    Educação

Comentários

Comentar