Política

CONDENAÇÃO DO LULA

Condenação de Lula ajuda a esconder a raiva dos trabalhadores contra a reforma trabalhista

Raphael Mouro

Twitter: @Mouro_77

quarta-feira 12 de julho| Edição do dia

Um dia após os ataques sem precedentes terem sido efetivados através da reforma trabalhista, milhões de trabalhadores pelo país ainda se indignavam enfurecidos com as consequências da perda de direitos históricos, inclusive pressionando sindicatos e políticos nas redes sociais e nas empresas sobre quais respostas as centrais sindicais organizariam para anular as reformas, Sérgio Moro e seu judiciário cheio de espetáculos midiáticos característicos, prestam um grande serviço aos patrões, à grande mídia e à casta política de corruptos desviando as atenções antes voltadas à reforma.

Como se tivesse sido nitidamente calculada, a “cortina de fumaça” lançada cai como uma luva para a grande mídia que passou a girar seus holofotes para a condenação, já que a impopularidade gigantesca das medidas também acabava por revelar ainda mais o papel nefasto que a imprensa vinha cumprindo como braço de propaganda a favor das reformas, como a Globo que comemorou Reforma Trabalhista: 65 anos é idade para trabalhar em situações cada vez mais precárias e ate a morte!

E além da reforma trabalhista, pode-se dizer que o espetáculo midiático com a condenação de Lula ajuda a ofuscar a reunião da CCJ que julga o inquérito contra o presidente golpista Temer que, assim como Aécio Neves do PSDB, segue impune e com seu mandato intacto, ambos livrados também pelo judiciário brasileiro.

Como afirmou a companheira Diana Assunção "No momento em que se avançam as reformas em nosso país, inclusive com traição da Força Sindical e boicote das centrais sindicais como CUT e CTB, a condenação de Lula não é pela corrupção, o judiciário brasileiro já mostrou que mostra, oculta e interpreta fatos conforme interesses. Essa condenação se liga a um interesse de aprofundar ataques contra a classe trabalhadora, apesar deste não ser há muito tempo um representante de nossa classe."




Tópicos relacionados

Sérgio Moro   /    Operação Lava Jato   /    Lula   /    Poder Judiciário   /    Política

Comentários

Comentar