Sociedade

OLIMPÍADAS RIO 2016

Começa a contagem regressiva: 1 ano até as Olimpíadas

Hoje quarta feira 05 de Agosto estamos exatamente a 1 ano do começo dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. O cronômetro no site oficial do evento já está contando.

Carlos Neira

RIO DE JANEIRO

quarta-feira 5 de agosto de 2015| Edição do dia

Hoje quarta feira 05 de Agosto estamos exatamente a 1 ano do começo dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. O cronômetro no site oficial do evento já está contando. Terá cerimônia oficial de inauguração do 1 ano para as olimpíadas. A festa encerra com Samba. Diogo Nogueira, Roberta Sá e Zeca Pagodinho irão interpretar "Sons do Rio" uma pequena mostra da trilha sonora dos Jogos.

Outros "sons do Rio" no entanto são os que não escutamos no cenário da Cidade das Artes na Barra da Tijuca. Hoje mesmo na Travessa do Liceu na Praça Mauá, onde até a sexta-feira passada trabalhavam há anos aproximadamente 40 camelôs, hoje é só uma travessa, mais larga e sem as barraquinhas. O local é considerado como o comércio popular mais antigo da cidade. Ou era.

Os comerciantes tinham as licenças atualizadas, mas a prefeitura avisou que era para sair, pegar as mercadorias e desocupar o local. A prefeitura passou com máquinas, as barracas viraram entulho e ontem quando passei pelo local parecia que nada tinha acontecido. A remoção aconteceu domingo, quando pouquíssimas pessoas transitam pelo local.

Onde antes estava o comércio popular mais antigo do Rio, a Prefeitura instalará... nada. O importante para o Prefeito e pro Consórcio Porto Novo era limpar a área de qualquer fator que pudesse atrapalhar o negócio e menos ainda compartilhar os benefícios do tão esperado Porto Maravilha. Detalhe: o projeto das obras do porto foi inaugurado em 2012 no Cais do Valongo por Eduardo Paes e um ator fantasiado de Pereira Passos (prefeito conhecido por dezenas de milhares de remoções). Não que o Eduardo Paes tente se vincular a essa figura.

A área, que terá mais de 5 milhões de m² construídos transformará o centro da cidade. A nova zona portuária será administrada pela concessionária "Porto Novo" (formada entre outras pela empresa ODEBRECHT) até o ano 2026. Serviços como a coleta de lixo já são realizadas pela empresa e não pela prefeitura. O sistema de coleta é top mas o fato é que a Comlurb não entrará no porto. É claro então que os camelôs não sejam mais permitidos na área.

Da mesma forma que a reforma do porto é uma Parceria Público Privada, o espaço público também parece estar determinado pela mesma lógica. Da mesma forma como foram muitos lugares nas proximidades dos estádios na Copa do Mundo de 2014. Lugares ainda como a Universidade do Estado do Rio de Janeiro foram fechadas aos seus usuários e abertas à FIFA.

Mas não é a primeira vez que Eduardo Paes dispôs do espaço e da infraestrutura da cidade para fazer o que ele bem entende. Na derrubada da perimetral Paes pediu para os Cariocas "evitarem o centro". Área que contribui com 1/4 dos empregos da cidade, um tanto difícil de ser evitada.

Também durante a Copa das Confederações em 2013 fizeram os testes das interdições do transito veicular e de pedestres que determinava a Lei da Copa para o funcionamento do espaço público nas proximidades dos estádios durante a Copa de 2014. Ainda em 2013 o trânsito do Rio virou o caos durante a Jornada Mundial da Juventude. Inúmeros e inesperados desvios e ruas interditadas por toda a cidade. A desordem era evidente. Nem os motoristas sabiam dos trajetos.
Agora, a um ano das olimpíadas do Rio, a situação das obras é diversa.

Enquanto a Vila dos Atletas na zona oeste da cidade está com 85% das suas obras concluídas, a despoluição da Baía de Guanabara teve seu prazo adiado até 2030. "A meta de 2016 era irreal" afirmou o governador Pezão referendo-se ao prometido em 2009.

De aqui a 1 ano, as olimpíadas serão um novo teste para todas as transformações urbanas no Rio e principalmente para a questão dos transportes na cidade.

Momentos como a Copa e a visita do Papa não são boas credenciais para o sistema de mobilidade da cidade. Na tentativa de evitar o fracasso do que foi iniciado lá no 2009, foi apresentado um projeto para decretar férias nas escolas e grandes empresas. A cidade vai parar se é para garantir a festa de lucros. Tantos preparativos como obras e o que os eventos anteriores significaram para os cariocas me lembraram das palavras do ex presidente Lula no COI quando disse em 2009 que "o Rio está pronto".




Tópicos relacionados

Olimpíadas   /    Sociedade

Comentários

Comentar