Educação

TRIBUNA ABERTA

Com salário parcelado e sem 13º, educadores do RS fazem "vaquinha" para ajudar colegas

Reproduzimos aqui o texto enviado pela professora Carolina Tschechotzki, da cidade de Viamão, na região metropolitana de Porto Alegre.

quarta-feira 28 de dezembro de 2016| Edição do dia

Foto: Mídia Ninja

Todos sabem que os servidores públicos do Estado do Rio Grande do Sul vem sofrendo ataques do governo estadual desde o início do ano, com parcelamentos de salários, ameaças constantes de retiradas de direitos e falta de diálogo com a direção sindical.

Porém, o pior ficou para o fim do ano: pela primeira vez na história os servidores públicos não receberam o décimo terceiro salário na data limite, 20 de Dezembro, e como se isso não bastasse, ainda convivemos com a possibilidade
de novamente não termos nosso salário do mês integralizado.

Essa situação por si só já é desastrosa para qualquer funcionário habituado com o salário e a gratificação do décimo no final do ano, mas para muitos colegas que pediram o adiantamento do benefício por meio de transação bancária, esse desastre
é multiplicado por dois. No dia 20 de Dezembro de 2016 centenas de colegas viram suas contas negativas em R$ 5.000,00, R$ 7.000,00 ou mais em alguns casos, pois o Banrisul descontou sem dó nem piedade daqueles que adiantaram o décimo, mesmo
sabendo que o Estado não havia feito o pagamento na data certa.

Esses companheiros estão passando por sérias necessidades e em virtude desses eventos lamentáveis, a funcionária de Escola Dênia Goulart, membro do 22° núcleo do CPERS e funcionária da escola Walter Jobim da cidade de Viamão, tomou a iniciativa de criar um grupo no facebook intitulado "SOS EDUCADORES RS" e
felizmente, outros colegas abraçaram essa causa, divulgando o grupo e o link no site vakinha.com que possibilita a doação de dinheiro para comprar cestas básicas e remédios para colegas que estejam enfrentando maiores privaçãoes.Esperamos contar com a solidariedade dos amigos e leitores do Esquerda Diário.

Para doar, basta acessar o site vakinha.com.br e pesquisar "SOS EDUCADORES RS" ou acessar o link abaixo. A quantia mínima para doar é de R$ 20,00, e
é muito bem vinda. Esperamos que a justiça seja feita, pois o CPERS acionou o departamento jurídico, e a liminar que obriga o governo a pagar os nossos salários foi deferida, só falta ser cumprida. Até lá, seguiremos fazendo a nossa parte.
Obrigada pelo espaço.

Atenciosamente,

Maria Carolina T. Esteves (Professora da rede estadual do Rio Grande do Sul)

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/sos-educadores-rs-5895fc7c-3bca-4c41-bad2-3115259d611d/contribua




Tópicos relacionados

Sartori   /    Porto Alegre   /    Crise gaúcha   /    Educação   /    Professores

Comentários

Comentar