Política

PRIVILÉGIOS DOS POLÍTICOS

Com milhões no desemprego, General Heleno queixa-se do salário de 19 mil

quarta-feira 10 de julho| Edição do dia

FOTO: ADRIANO MACHADO/REUTERS

Ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional de Bolsonaro, o general Augusto Heleno disse ter vergonha de receber R$ 19 mil como salário. A declaração ocorreu no dia de hoje, na Câmara dos Deputados em audiência pública que tratava sobre o militar preso transportando drogas usando o avião da presidência. O vencimento de Heleno é igual à 19 vezes o salário mínimo decretado pelo presidente Jair Bolsonaro.

Esta declaração foi em resposta à uma pergunta sobre quanto recebeu o General quando foi diretor do Comitê Olímpico Brasileiro (COB):

"Eu tenho vergonha do que eu recebo no Exército, isso eu tenho vergonha. Mostrar para o meu filho que eu sou general do Exército e ganho, líquido, R$ 19 mil, eu tenho vergonha. Agora, do dinheiro que eu recebia no COB? Eu ganhava honestamente."

Foi enquanto o general recebia R$ 55 mil como diretor do Comitê Olímpico Brasileiro, aliás, que um dos maiores roubos da história da política do Rio de Janeiro ocorreram, roubos como os que vimos há quatro dias atrás na própria imprensa com a prisão do Procurador-Geral do Estado acusado de receber propina para facilitar a fraude licitatória nas obras do Metrô Rio, isso só para começar.

Heleno permaneceu recebendo esta quantia de R$ 55 mil de 2011 até 2017 - enquanto era diretor do COB - só deixou o COB quando o presidente deste Comitê, Carlos Arthur Nuzman, suspeito de comprar votos para favorecer a escolha da cidade do Rio de Janeiro para sediar os jogos. Neste momento, Heleno deixou o COB.

Enquanto milhões estão desempregados e mais outros milhões tem a aposentadoria ameaçada, o governo Bolsonaro vai mostrando sua verdadeira cara anti-povo, com uma casta de políticos - e uma casta de militares - que não tem vergonha nenhuma de dizer que preferem receber muito mais do que 19 vezes o valor do salário mínimo decretado pelo próprio presidente.




Tópicos relacionados

Governo Bolsonaro   /    Forças Armadas   /    Política

Comentários

Comentar