Mundo Operário

CORREIOS

Com caixão de Bolsonaro, trabalhadores dos Correios em greve denunciam ataques do governo em ato em SP

Performance dos trabalhadores dos Correios em greve denunciou os responsáveis pelos ataques a categoria, com caixão estampado com as fotos de Bolsonaro e Floriano Peixoto, general presidente da estatal.

terça-feira 8 de setembro| Edição do dia

Durante o ato estadual dos trabalhadores dos Correios, os ecetistas realizaram uma perfomance para denunciar os responsáveis pelos ataques que a categoria vem sofrendo. Carregando um caixão com as fotos de Bolsonaro e também do general Floriano Peixoto, presidente dos Correios, os trabalhadores dançavam ao som da "música do caixão", que ficou conhecida durante a pandemia.

Os ecetistas, parte das categorias essenciais que mesmo em meio pandemia não puderam fazer quarentena, estão sendo atacados pelo governo Bolsonaro que quer alterar 70 pontos do acordo coletivo dos trabalhadores descontando a crise neles, enquanto buscam entregar os Correios de vez para as mãos de empresas privadas para direcionar ainda mais recursos para o pagamento da dívida pública.

É preciso cercar a greve dos Correios de solidariedade pois são eles que nesse momento estão na linha de frente, resistindo contra o discurso de privilégios do governo, que quer rebaixar o nível de vida dos trabalhadores de conjunto retirando direitos da base do funcionalismo, como através da reforma administrativa, enquanto isenta políticos, juízes e militares e entrega todos os recursos para as mãos dos banqueiros através do pagamento da dívida pública.




Tópicos relacionados

Governo Bolsonaro   /    Jair Bolsonaro   /    Privatização   /    Greve dos correios   /    Correios   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar