Cultura

RAP NACIONAL

Clipe da música "Pra onde vamos"? retrata um possível guerrilha no Brasil atual

quinta-feira 15 de dezembro de 2016| Edição do dia

Lançado nesta nesta quarta feira (14/12) o videoclipe da música "Pra Onde Vamos?", do MC, músico e arte educador Buia Kalunga.

Apesar de produzido com baixo orçamento, o clipe tem como pano de fundo para a trama cenas de conflito entre manifestantes e a polícia, nos raros momemtos em que os mesmo revidaram contra a violência policial. Com críticas à burguesia e a figuras da direita como Jair bolsonaro e Sérgio Moro e os demais políticos conservadores de direita e corruptos. Por coincidência o clipe foi lançado no dia posterior à aprovação da votação "relâmpago" da PEC 55, que congela os investimentos na saúde e educação durante os próximos 20 anos, que foi seguido de protestos e conflitos com a polícia em várias capitais do país que foram fortemente reprimidas, como em Pernambuco, Porto Alegre, sendo que 74 manisfestantes foram presos em Brasília e em São Paulo foi ateado fogo ao prédio da FIESP na Avenida Paulista, local símbolo de apoio ao golpe institucional que colocou Michel Temer na presidência do país. Um ponto interessante do clipe á o resgate da imagem dos cangaceiros como uma base para a luta que deve ser organizada nos dia de hoje.

Dirigido por Raoni Gruber e Gleice Neves e produzido coletivamente, o clipe mostra um cenário de tensão social, onde uma guerrilha popular se organiza enquanto é perseguida pela polícia. As imagens mesclam cenas reais de manifestações nas ruas e atuação de alguns personagens.

A produção toda foi feita a baixo custo e com ajuda de amigos e familiares. Até o avô do Buia entrou na dança desta vez. Primo legítimo de Maria Bonita (aquela mesma, companheira de Lampião) na vida real, o Sr. Alexandre interpretou o papel de um cangaceiro no clipe e trouxe um tom mais poético à obra.

A música, produzida por Buia e Dj Crick (Studio Kasa), foi construída a partir de um saple da música "Preciso Me Encontrar", do sambista mangueirense Cartola. O teor da letra é de desabafo e indignação perante o atual cenário político brasileiro. Soa quase como uma retrospectiva deste ano de 2016, tão turbulento, conflituoso e simbólico para a história do país.

Também militante do grupo Kilombagem, Buia acredita que "a arte é uma forma eficiente de transmitir mensagens e intervir na realidade, para além do discurso". Esta é a quinta música que o cantor lança na internet, enquanto prepara, com Dj Crick, seu novo disco que ainda está por vir.

* Assista o clipe no YouTube e inscreva-se no nosso canal: https://www.youtube.com/watch?v=vy43kUpFj98&t=23s

* Ouça mais Buia Kalunga em: soundcloud.com/buia-kalunga

#PoderAoPovo




Tópicos relacionados

Racismo   /    Cultura   /    Negr@s

Comentários

Comentar