TEATRO EM SÃO PAULO

Cia. Arthur-Arnaldo: 10 anos de temática jovem

Fundada em 1996, já preocupada com temas sociais e políticos. Em 2006, a Cia. Arthur-Arnaldo passa a priorizar o tema jovem, e assim, vem trabalhando com textos, pesquisas, debates e projetos para esse público.

Sagui

Estudante Secundarista de Campinas

sábado 16 de setembro| Edição do dia

A Cia. Arthur-Arnaldo que a partir de 2006 inicia seu trabalho voltado aos jovens, arquitetado pela diretora Soledad Yunge, logo em 2007 recebe 5 indicações para o Prêmio FEMSA de Teatro Infantil e Jovem. E nesse processo de consolidação de uma década, carrega uma serie de indicações, prêmios e um espaço cada vez maior na cultura e arte, tanto na cidade de São Paulo, quanto ao seu redor.

Este ano, o projeto )Entre Jovens( - que trará alguns dos seus sucessos e” polêmicas” para refletir com o público - foi premiado pela 30ª edição do Programa Municipal de Teatro para a Cidade de SP. A programação começa hoje, 16 de setembro, e vai até 21 de outubro, sempre na Oficina Cultural Oswald de Andrade. O mesmo prevê vivências, uma mostra com leituras e espetáculos e debates com jovens mediadores.

Além disso, em Novembro, a Cia. estreia o espetáculo "Mártir", do Alemão Marius Von Mayenburg, na direção de Soledad Yunge.

AGENDA (ENTRADA FRANCA):

SETEMBRO

Sábado dia 16 de setembro– Leitura da peça BATE PAPO, de Enda Walsh com mediação de jovens às 18h.

Quinta, sexta e sábado 21, 22 e 23 de setembro – apresentações da peça CORO DOS MAUS ALUNOS de Tiago Rodrigues às 20h.

Sábado dia 30 de setembro– Leitura da peça CIDADANIA, de Mark Ravenhill com mediação de jovens às 18h.

OUTUBRO

Sábado dia 7 de outubro – Leitura da peça DNA, de Dennis Kelly com mediação de jovens às 19h.

Sábado dia 14 de outubro– Leitura da peça FEIZBUK, de José Maria Muscari com mediação de jovens às 19h.

Quinta, sexta e sábado 19, 20 e 21 de outubro – apresentações da peça ROLÊ de Tuna Serzedello às 20h.

“Bate Papo”, do dramaturgo irlandês Enda Walsh, é um espetáculo contemplado com o Prêmio Myriam Muniz da Funarte, que trás um assunto pouco discutido; o bullying virtual. Antes inédito nos palcos brasileiros, este fez grande sucesso da sua estreia em diante. E agora, faz parte dos espetáculos escolhidos para o projeto )Entre Jovens(.

Outro dos escolhidos, foi o texto “Cidadania” de Mark Ravenhill, encenado em 2008 e presenteado com 6 indicações ao Prêmio FEMSA 2008, sendo vencedor na categoria de melhor ator para Fabia Lucindo. O qual aborda a descoberta da sexualidade na adolescência.

E além desses, “Coro dos Maus Alunos”, texto do autor português Tiago Rodrigues , estreado em 2013, esteve em cartaz no Centro Cultural de São Paulo em 2013 e 2014, e também apresentado nas ocupações dos secundaristas em 2015. Ele foi contemplado pelo edital do Proac de Produções Inéditas e indicado a diversas categorias no Prêmio FEMSA e ao Prêmio CPT 2013. Que com a história de um velho professor de filosofia, “fã de controvérsias e promotor do espírito crítico dos seus alunos em relação à escola”, leva o debate de educação e protagonismo juvenil ao palco.

Essa continua etapa que mal começou, mas que já carrega essa uma década de sucessos entre os jovens, só pode nós deixar curiosos e ansiosos para tudo que está por vir. Seja dos espetáculos, debates e vivencias, mas também, desses jovens atuais que a Cia. procura tanto investigar.

Site da Cia
Facebook
Instagram: @ciaarthurarnaldo




Tópicos relacionados

cultura   /    Teatro

Comentários

Comentar