Política

RIO DE JANEIRO

Chuva alaga o Rio de Janeiro, Crivella não diz nada porque não afetou seu condomínio

segunda-feira 8 de janeiro| Edição do dia

Chovendo forte à noite inteira, o transporte de alguns milhares de trabalhadores nas Zonas Norte e Oeste foram diretamente afetados. As imagens mostram ônibus circulando em meio à regiões alagadas em diversos locais.


Em Bonsucesso, na Zona Norte do Rio, estas imagens foram gravadas de dentro de um ônibus que circulava em meio ao alagamento total da rua. Imagens de Suellen Bastos, do G1.

Na Av. dos Democráticos, próximo a Bonsucesso, a cena era esta:

Os trens pararam pela manhã, o Ramal Saracuruna, da SUperVia, só voltou a rodar às 8h.

Em Bangu, na Zona Oeste, entre 5 e 6 da manhã, a cena era essa:

Na Zona Oeste, hoje choveu o esperado para o mês todo. Houve alamento na Zona Oeste em Campo Grande e em Curicia, assim como em Higienopolis na Zona Norte e em diversas vias principais, assim como a Av. Brasil também amanheceu completamente tomada pela água. Veja abaixo:


Imagem: Globo/G1

Bairros pobres são os mais afetados

A chuva chegou a invadir um shopping na Barra da Tijuca. Mas sem sombra de dúvida, os mais afetados são os bairros mais pobres da Zona Oeste e Zona Norte, com a falta de estrutura dada pela prefeitura, herança passada de um prefeito para o outro.

E é esperado que chova mais ainda, por causa da frente fria vinda da baixada fluminense e da zona metropolitana em direção à cidade do Rio.

O prefeito-bispo Marcelo Crivella nada disse sobre as chuvas, nem em suas redes sociais nem em comunicação oficial. Afinal de contas, no Condomínio "Península", na Barra da Tijuca, aonde Crivella mora, nada disto deve ter acontecido. Crivella já vinha de declarações como "o Rio passou no teste da chuva", dada no início do ano passado quando houve alagamentos por toda a cidade. Desta forma, para ele, o problema das chuvas não é "propriamente um problema", e por isso, não há nada que a prefeitura dele esteja fazendo para solucioná-lo.

A verdade é Crivella está mais preocupado com seus empreendimentos na área de Vargem Grande, aonde quer trazer construtoras estrangeiras para fazer um imenso condomínio-projeto-elefante-branco, ao mesmo estilo dos que herdamos de Eduardo Paes, com muito dinheiro para empreiteiras patrocinadoras dos projetos dos dois políticos.




Tópicos relacionados

Enchentes   /    Marcelo Crivella   /    Rio de Janeiro   /    Política

Comentários

Comentar