CHILE

Centenas se reúnem em Encontro Anticapitalista na capital chilena

Neste sábado, 21, na capital chilena, centenas de trabalhadores, mulheres e estudantes se reuniram para levantar e construir uma esquerda anticapitalista que barre a direita e se coloque como uma alternativa política de esquerda contra os partidos corruptos e os empresários.

segunda-feira 23 de outubro| Edição do dia

Mais de 300 pessoas se reuniram no centro da capital chilena, Santiago, neste sábado, 21, para discutir a importância de uma esquerda anticapitalista que esteja na linha de frente das lutas pelos direitos das mulheres, da juventude e da classe trabalhadora.

O Encontro foi organizado pelo PTR (Partido de Trabalhadores Revolucionários), organização-irmã do MRT no Brasil, e pela rede internacional Esquerda Diário. Contou com a presença de pessoas de diversas regiões do país e com os candidatos impulsionados pelo PTR na região norte do país, em Antofagasta, e o candidato independente a deputado pelo distrito 10 em Santiago, Dauno Tótoro, militante dirigente do PTR.

Colocando a importância de levantar uma alternativa política de esquerda que aposte em desenvolver a força social da juventude, do movimento de mulheres e da classe trabalhadora, colocando-os como protagonistas, todos os discursos realizados no Encontro contaram com o chamado a tomar a política em suas próprias mãos para enfrentar a direita, os políticos corruptos do regime herdado da ditadura chilena e contra os empresários e seus lucros gigantescos.

O Encontro contou com saudações de diversos países que igualmente levantam esse projeto político revolucionário, tendo vídeos do Estado Espanhol, México, França e Brasil, sendo esse último uma saudação de Diana Assunção, que colocou a importância do Encontro em organizar uma esquerda anticapitalista a nível internacional, baseada na organização independente dos trabalhadores.

Ao final do Encontro, todos os presentes tiraram uma foto em apoio e exigindo verdade e justiça para o jovem argentino Santiago Maldonado que sofreu desaparecimento forçado pelo Estado e cujo corpo foi encontrado após 80 dias nesta sexta-feira, 20, na Argentina.

Assim, o Encontro contou com discursos de importantes referentes políticos, como a vice-presidente da Fech (Federação de Estudantes da Universidade do Chile), Bárbara Brito, e de candidatos para a eleição parlamentária que ocorre em meados de novembro deste ano. Dauno Tótoro, candidato a deputado em Santiago, reforçou a importância de enfrentar os grandes empresários e seus partidos, fortalecendo no Chile e a nível internacional uma corrente anticapitalista das e dos trabalhadores que se proponha a avançar na organização e influência sobre dezenas de milhares que comecem a lutar e se organizar. Prevendo a provável eleição presidencial de Piñera, reacionário e de direita, Dauno Tótoro destacou como “é justamente essa grande maioria, a classe trabalhadora, que pode terminar com o domínio dos explorados, para terminar com o imperialismo, com suas guerras, com a fome e todas as suas misérias que hoje com Donald Trump à cabeça, buscam começar uma nova ofensiva contra os trabalhadores e populações do mundo”.

Com gritos e palavras de ordem pela construção desse projeto político revolucionário a nível nacional e internacional, se finalizou esse ato, um dos mais importantes da esquerda revolucionária no Chile nos últimos anos.




Comentários

Comentar