Educação

CNPq também ficará sem dinheiro: Temer quer acabar com a pesquisa no país

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) poderá perder mais um terço dos recursos em 2019, segundo a proposta orçamentária em discussão, um duro ataque contra a universidade pública e a pesquisa científica.

quinta-feira 9 de agosto| Edição do dia

Cortando verba para a pesquisa científica, o governo coloca em xeque vários jovens pesquisadores que fazem parte da base da pirâmide de ciência e tecnologia no Brasil. Com a proposta do governo o corte seria de R$ 800 milhões. O que afetaria aproximadamente 80 mil jovens pesquisadores/bolsistas pelas universidades do país.

Diferente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) - órgão do Ministério da Educação que financia a pós-graduação e também alega não ter verba para suprir financiamentos em 2019 - o CNPq tem todas as bolsas atreladas a projetos de pesquisa.

Sendo assim, os cortes que se aprofundaram com o governo golpista de Michel Temer é um forte entrave para o desenvolvimento científico. Já que com cada corte feito pelo governo, só se tem dinheiro para as bolsas, deixando quase nada para o auxílio à pesquisa.

"Confesso que estou perplexo", disse o físico Luiz Davidovich, presidente da Academia Brasileira de Ciências (ABC). "É a política de terra arrasada. O orçamento deste ano já é terrível, e agora pode ficar ainda pior."

Com informações da Agência Estado




Tópicos relacionados

CNPQ   /    Governo Temer   /    Universidades Federais   /    Educação

Comentários

Comentar