Mundo Operário

#BREQUEDOSAPPS

Breque dos APPs fura cerco da mídia e obriga jornais a notificarem paralisação

Como podemos ver a seguir, diversas mídias vem noticiando a paralisação internacional dos entregadores, mesmo aquelas que usualmente boicotam esse tipo de mobilização.

quarta-feira 1º de julho| Edição do dia

Foto: Reprodução/Twitter

Em meio a condições degradantes de trabalho que vão se agravando a cada dia, conforme a crise sanitária e econômica se alastram, os entregadores de aplicativos vem demonstrando uma enorme disposição de luta, tendo setores que foram a linha de frente dos atos antifascistas ou mesmo organizando atos a favor de seus direitos. Enquanto isso, Bolsonaro, entre outros representantes da burguesia, vem abrindo espaço para que os patrões explorem mais o trabalhador para salvar os seus lucros com as MPs 927 e 936.

Contudo, vemos justamente essa categoria se organizando massivamente a ponto de realizar uma greve internacional, com peso, sobretudo no Brasil e na Argentina, para lutar pelos seus direitos e melhores condições de trabalho. São reivindicações totalmente legítimas que merecem toda solidariedade pelo conjunto da classe trabalhadora, ao mesmo tempo que esse processo poderá nos dar lições importantes para enfrentar os ataques que vem sendo generalizados para diferentes categorias de trabalho.

E esse exemplo de luta, não só pelo próprio papel relevante que cumprem esses entregadores, como também pela tamanha força de mobilização vem cada vez mais sendo ecoado a ponto de furar o cerco midiático burguês, que tradicionalmente negligência processos de lutas, obrigando diversas mídias tradicionais a noticiarem que os trabalhadores de App paralisarão hoje.

Por isso, essa paralisação deve ser um ponto de apoio para que os trabalhadores se levantem contra esse conjunto de ataques e toda essa situação indigna que vem avançando, os fazendo pagar com sua própria vida. E isso só será possível desde que os trabalhadores tomem uma postura independente dos patrões e se organizem, utilizando os seus próprios métodos de luta para esse enfrentamento, assim como a unificação de todas as fileiras de categorias de trabalho diferentes nesse enfrentamento, unificadas também com as demandas dos setores oprimidos, como o povo negro, que vem se levantando internacionalmente para denunciar o racismo em meio ao fenômeno do “Black Lives Matter”.

Dessa forma, nós do Esquerda Diário, seguimos levantando toda a solidariedade para essa mobilização e fazemos um chamado para que toda a esquerda impulsione o “breque dos APP” que só está começando. Assim como chamamos a todos para boicotar esses aplicativos que exploram esses trabalhadores nesse primeiro de Julho.




Tópicos relacionados

Breque dos apps   /    Mídia   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar